Aline

"E Faraó chamou a Moisés e a Aarão, e disse: Rogai ao Senhor que tire as rãs de mim e do meu povo; depois deixarei ir o povo, para que sacrifiquem ao Senhor.
E Moisés disse a Faraó: Tu tenhas glórias sobre mim. Quando orarei por ti, e pelos teus servos, e por teu povo, para tirar as rãs de ti, e das suas casas, de sorte que somente fiquem no rio?
E ele disse: Amanhã. E {Moisés} disse: Seja conforme à tua palavra, para que saibas que ninguém {há} como o Senhor nosso Deus.
E as rãs apartar-se-ão de ti, e das tuas casas, e dos teus servos, e do teu povo; somente ficarão no rio."
[Ex 8.8-11]

Não durma com sapos! Expuse-os de sua vida! Esta é uma passagem bíblica muito conhecida por todos nós, trata-se da segunda praga enviada por Deus a Faraó e seu povo, quando Deus envia rãs sobre todo o Egito. Contudo, há algo tão singular neste episódio que não podemos deixar passar desapercebido. Trata-se da escolha de Faraó! Quando questionado por Moisés, sobre quando gostaria que fosse liberado do incômodo das rãs em sua nação, através da oração, este responde: "Amanhã" [Ex 8.10]. Amanhã? Porque não naquela mesma hora? Faraó decidiu passar mais uma noite com os sapos, com as rãs! Uma escolha estranha para uma solução que deveria ser tomada com urgência.

É interessante notar, como Deus nos dá oportunidades para definirmos certos momentos de nossas vidas. A Faraó pela segunda vez, dava-se a ocasião de escolher por um direcionamento sábio, que livraria seu povo de danos maiores. Mas, como Faraó muitas e muitas vezes fazemos escolhas erradas que geram consequências desastrosas, para nossa vida, de nossa casa e família, sob as quais não temos controle. Você pode imaginar rãs por toda a parte? Saindo das panelas, pelos banheiros e quartos da casa? Uma só escolha, ocasionou uma situação fora de controle. Não era culpa de Deus, como conosco não o é. Mas ele escolheu, não deixar o povo ir e dormir mais uma noite com as rãs.

Existem situações que de fato Deus conta com nossa participação para que milagres aconteçam. Tantas vezes, depende mais de nossas escolhas do que de Deus! Era simples agora. Moisés perguntou, foi lhe dada a honra da participação: "Quando é que você quer que eu rogue ao Senhor por ti, para que sejas livres das rãs?" (conf. Ex.8.9). E a escolha surpreendente: Amanhã! (v. v. 10). Neste ponto devemos nos questionar seriamente: "Deus o que o Senhor espera de mim? O que desejas que eu faça? Qual a deve ser a minha sábia escolha?"

Não durma com sapos, com incomodos, pertubações, angústias, mágoas, pecados ocultos, rancor, e tantas outras rãs dentro de sua casa; se Deus lhe der ocasião, lhe responda: Hoje mesmo Senhor! Hoje mesmo me abençoes! Hoje mesmo eu quero mudar de vida!

O que depender de você, faça-o e as rãs voltarão para suas lagoas!

Beijos no seu coração, em Cristo Jesus.. Aline Croce.
Veja mais em: 3 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
"Tanto material,
Tanto a aprender,
Tanto a mudar,
Tanta preocupação.

"Alguma coisa é melhor que nada",
Nos dizem.
E, novamente, sabedoria e entendimento
Valem mais que ouro.

Por onde começar? Não estou nem perto!
Dou um passo para frente - dois para trás,
Descubro minhas prioridades todas fora de lugar.
Eu quero estar no caminho certo.

Ore por mim, eu preciso muito,
Pois tenho uma longa jornada a seguir.
Muitas coisas são óbvias hoje,
A resposta para este dilema - ORAR!

[Fonte: George, Elizabeth. "Uma mulher segundo o coração de Deus", Ed United Press, cit. p.224]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Imagem da Internet


"O pardal falou para a andorinha:

'Gostaria mesmo de saber

Porque os humanos vivem ansiosos

Correndo e se preocupando com o quê?'




A andorinha respondeu ao pardal:


'Amigo, acho que entendi

Eles não têm um pai celeste

Como o que cuida de mim e de ti' "


[Fonte: Eims, Leroy. "A arte perdida de fazer discípulos", ed. Atos, cit. p. 144]



"Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto a vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o vestimento, e o corpo mais do que o vestuário?

Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?"

[Mateus 6.25,26]



Uma boa semana pra ti!

Cheia do cuidado do pai celeste!

Beijos, Aline Croce.


Veja mais em: 2 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Jesus foi abandonado para que nós nunca sejamos abandonados. Mesmo quando a sua presença não é perceptível, e nem mesmo a sintamos, Ele está conosco porque independe de nossas emoções, realizações ou expectativas frustradas. Muitas vezes você pode se questionar: "Senhor onde tu estás que não te sinto? Não vejo sua presença, nem mesmo seu agir!" Mas saiba querida que Ele está conosco porque PROMETEU! É a sua palavra, e ela não volta atrás!

"porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei." (Hb 13.5)
"Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos" (Mt 28.20)

E é nesta esperança que deve repousar o nosso coração! Fique em silêncio um pouquinho, acalme-se na tribulação ao ouvir a Sua palavra. Ela sussura ao seu coração: "...Não te deixarei"


Não te deixarei... em meio a batalha

Não te deixarei... na hora da solidão

Não te deixarei... quando os amigos te deixarem

Não te deixarei... quando todos falharem

Não te deixarei...quando você mesma falhar!


Esta confiança podemos ter, porque Jesus foi abandonado e rejeitado em nosso lugar. Ele sentiu a nossa dor, o nosso sofrimento, o nosso abandono. Quando Ele exclamou na cruz do calvário: "Eloi, Eloi, lama sabachtani" (Mt.27.46), expressava seu profundo horror em estar se separando de Seu Pai por causa dos pecados que estava carregando, nossos pecados! Foi abandonado. A escuridão foi um símbolo das trevas espirituais, da exclusão absoluta da luz da presença de Deus. Jesus estava ali, sozinho e abandonado por Deus. Foi uma verdadeira separação entre o Pai e o Filho, uma ação volutária de ambas as partes. Jesus sentiu a dor do abandono. Mas seu abandono ali, nos garantiu a presença do Pai, a Sua própria presença conosco, todos os dias!


Hoje em momentos de abandono, ainda que você não sinta, e seu coração queira mentir pra você, acredite: Jesus está com você! Creia em sua doce e terna presença!

Deus te abençoe!

Aline Croce.
Veja mais em: , 2 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Fazer missões é mais que um desafio. É uma entrega total, onde não existe lugar para meias abdicações.

A vida missionária é cercada de incertezas que somente quem está no campo sabe das angústias, temores e perigos que envolvem esse pleito.

Quando alguém aceita o desafio de fazer missões, de ir ao campo, precisa ter consciência primaz de uma coisa, precisará contar principalmente com Deus. E, de fato, em todos os sentidos.

Missionário nem sempre tem garantia de suprimento, acolhimento, aceitação ou credibilidade. Pelo contrário, o missionário precisa estar preparado para as dificuldades circunstâncias que só serão enfrentadas e sentidas por quem está lá.

Missionário precisa andar no dia a dia na esperança que o de amanhã, Deus proverá. Saber que as exigências são inúmeras, os gastos e investimentos são para além do que se imagina e nem sempre pode contar com os que o cercam.

Missionário precisa saber que nem todos entendem que eles têm necessidades emocionais. Precisa de amigos, pessoas verdadeiras que acolham sem hipocrisias e interesses. Ainda que para muitos, ter carências emocionais, é sinônimo de fraqueza, na Bíblia, entende-se que é sinônimo de humanidade.

Missionário precisa estar preparado para ser rechaçado por aqueles que receberão a mensagem, assim também como aqueles que ficaram do outro lado. Dificilmente as pessoas acham que alguém que procura atender o chamado de anunciar o Evangelho, o faz por vocação e não por conveniência.

Missionário precisa estar preparado para enfrentar a falta de credibilidade que as pessoas, o país, a cidade, as instituições religiosas, as agências de negócios terão dele. Nunca deve esperar que seja respeitado ou visto com bons olhos. Sempre será visto com desconfiança, suspeita, sempre será visto como alguém digno de receios.

Todavia, o missionário não pode tirar os olhos de Jesus. Porque ele foi o maior exemplo do que é viver uma vida de entrega.

Entregou-se por nós, a ponto de depender de um colo materno e receber alimento diário, mesmo correndo o risco de morrer de inanição. Porque sabia que o Pai que lhe enviara, não o deixaria nas mãos dos homens.

Jesus em sua vida, várias vezes foi visto se retirando para lugares ermo, sozinho, pois apenas ali poderia abrir seu coração ao Pai, sem ser mal interpretado.

Muitas vezes, Ele se cercou de seus discípulos e amigos, não apenas para lhes ensinar com retóricas, mas para desfrutar o prazer de companhias verdadeiras.

Jesus falou para gente que não dava a mínima para o que ele tinha a dizer, gente que estava tão convicta que estavam certos, que não reconhecia que as palavras que proferia eram proféticas. Os seus, o rejeitaram e escarneceram dele na própria face.

A religião instituída da época não dera valor a sua pregação, as pessoas da sua geração apenas pão e peixe, o governo via em Jesus, alguém desprezível e infame.

Olhando para Jesus, não ficamos confundidos e sabemos que Ele nos deixou o exemplo para que venhamos abraçar a causa, confiantes no seu sustento, amor, cuidado, amparo e autenticação.

Paz seja convosco!

André Santos
Veja mais em: 5 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Linda Canção!!!

"Quando você estiver cansada
Se sentindo pequena..."
escute o Senhor lhe sussurar ao coração!









"As coisas que mais doem são as que mais ensinam"


Benjamin Franklin




Beijos no coração, com muito carinho!



Aline Croce




Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"Há tempos que o tempo não passa. Mas não me iludo, é apenas uma trapaça do tempo!

Vivo em tempos que o tempo é escasso, e cada minuto um ditador.

Tempo de pressa é ao mesmo tempo, um tempo de paciência. Paciência que o próprio tempo parece não ter. Mas o tempo tem muito tempo e não se apressa.

Epero que este tempo não me leve, mas é vão o meu querer.

Porque sei que este mesmo tempo que passa, me transporta pra um passo de quem eu quero ser.

O tempo explora minha dor,

aumenta meu amor,

rechaça meu clamor,

e guarda meu pesar.

Mas estou a caminhar em tempos e tempos, sem desanimar.

Mesmo se o tempo não me esperar.

Ele tem em mim seu trabalhar.

Ouço seu som a me ensinar, seu segundo a me chamar e seu minuto a me empurrar. Horas que passo!

Um dia seremos mais que amigos. Hoje, apenas nos unimos em um compasso de um espaço invisível e incompreensível ao coração.

E se o tempo pra mim se for, sei que será apenas o início de um amor, chamado eternidade!"


Aline Croce, 18 de Setembro, 2009, Trento.

["Em um tempo na Itália que não passa!"]



"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu."

Ec 3.1


Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Uma mulher que carregavaum bebê no colo disse:

Fale sobre crianças para nós.

E ele falou:


Seus filhos não são seus filhos.

São os filhos e filhas do anseio da Vida por si mesma.

Eles vêm através de você, mas não de você.

E embora estejam com você, todavia, não lhe pertencem.

Você pode dar-lhes seu amor, mas não seus pensamentos,

Pois eles têm seus próprios pensamentos,

Você pode abrigar seus corpos, mas não suas almas,

Pois suas almas habitam na casa do amanhã, que você não pode visitar, nem sequer em sonhos.

Você pode esforçar-se para ser como eles, mas não busque moldá-los a sua semelhança.

Pois a vida não volta atrás, nem permanece no ontem.

Vocêé o arco que arremessa seus filhos como setas vivas.

O arqueiro vê a marca no caminho infinito, e Ele curva você com a sua força,para que suas flechas possam voar rápidas e cobrir distâncias.

Que sua curvatura às mãos do arqueiro seja de alegria;

Pois como Ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável.


[Do livro "O profeta" de Khalil Gibran]




Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão.
Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade.
Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta.

Salmos 127.3-5


Veja mais em: , 10 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline



Nada pode nos ferir mais do que a falta de perdão. Seja por não recebê-lo ou por não oferecê-lo. Esta é uma batalha que se dá diariamente dentro de nós, entre emoções e sentimentos, lembranças e feridas, está a voz do perdão que por muitas vezes tentamos silenciar.
Na maioria das vezes o não perdoar está associado a uma forma de protesto contra aquele que nos feriu. É o reflexo de nossa insegurança, pois nos sentimos machucadas ou ameaçadas, e exteriorizamos uma vingança camuflada, não dando ao que nos feriu a oportunidade de se redimir. A raiva é o fundamento sob o qual o coração que não perdoa edifica seus muros, não dando a oportunidade de enxergar-se além do horizonte, novas oportunidades. E é exatamente do acúmulo da raiva que surge o rancor, prolongar a raiva contra uma pessoa é ferir-se mais ainda, magoar-se prolongadamente, ter raiva sempre “daquela situação” gerando rancor e mais rancor.
Ferir-se consigo mesma através da falta de perdão por vezes é mimar nosso ego, como uma criança que precisa ser compreendida e satisfeita a qualquer custo, não abrimos mão de nossas feridas, agimos com o sentimento de autopiedade, “coitada de mim, como ele (a) pode fazer isso comigo? Logo comigo?”. Você já viu uma criança que mexe em suas feridas o tempo inteiro e não a deixa cicatrizar, porque esta sempre retirando a casca da ferida? As marcas de uma ferida mal cicatrizada na pele são bem mais acentuadas das que naturalmente curaram-se. A falta de perdão é manifesta assim. Não deixamos a ferida curar, porque concentramo-nos nas nossas dores, nos nossos sofrimentos em excesso e não queremos ser curadas. Por mais incrível que pareça, a falta de perdão nos faz adoecer, o perdão tem poder de restaurar.
É bem verdade que suas feridas talvez sejam sinceras e reais, difíceis de serem tratadas. Mas hoje quero lhe encorajar a tentar olhar com os olhos do perdão, pois este é o olhar que Deus versa sobre nós. Diante disto, o primeiro passo talvez seja reconhecer a ofensa feita a você, conhecer o que realmente lhe magoou, e entender que em um primeiro momento é justo vivenciar a “raiva”. Neste ponto a Bíblia nos esclarece uma verdade no Livro de Efésios 4. 26 : “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira” . É inerente a nós e natural que nos iremos, e fiquemos com raiva de alguma situação, mas ela não pode durar perpetuamente, antes a Bíblia alerta, não deixe o dia passar com aquela ira em seu coração. Portanto, analise o que te feriu, reconheça, zangue-se se for preciso, mas não se permita alimentar a sua ira, ou a sua frustração. Ainda que as coisas não tenham sido como você gostaria, ou ele ou ela, tenha te machucado tanto! Não se permita viver a raiva constantemente, pois ela é a raiz da mágoa, Hebreus 12. 15 diz: “Cuidado para que não haja alguma raiz de amargura, que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados”. Não deixe a raiva tornar-se mágoa, isto irá te perturbar, é o que diz o versículo, e não só a você, por meio delas muitos são contaminados. É um fato conhecido por todas nós, se você não está bem consigo mesma, logo não estará com seu esposo, com seus filhos, com sua casa, seus afazeres, com a comida, com seu chefe, com seus estudos, e poderá contaminar a muitos, com seu mau-humor, sua antipatia, sua tristeza, sua raiva, sua amargura.
O Livro de Salmos complementa nosso pensamento: “Pertubei-vos e não pequeis; falai com o vosso coração sobre a vossa cama e calai-vos” [Sl 4.4]. Ou seja, expresse seus sentimentos de angústia, raiva, mas não peque contra Deus. Seus sentimentos foram colocados pelo Senhor, e Ele também os vivenciou quando experimentou o “ser” humano, ao manifestar-se corporalmente em Jesus Cristo. Deus humanizou-se e vivenciou as nossas raivas, medos, temores, mágoas e traições, mas contudo não pecou. Antes, foi a expressão do amor e perdão. Mais adiante o texto continua : “...falai com o vosso coração sobre a vossa cama e calai-vos”. Na hora da ira, fique quieta! Não murmure, não jogue suas frustrações sobre Deus, cale-se e fale com seu “travesseiro”. Você e mais você! Reflita, e espere no Senhor que Ele o ajudará, o verso 8 testifica essa verdade, no mesmo texto o salmista declara: "Em paz me deitarei e domirei” [Sl 4.8]. Estes são, pois os primeiros passos para perdoar, entender-se em seus conflitos, irar-se com a situação, mas não deixar que ela te domine.
Depois disto mude sua mentalidade, perdoar é uma escolha! Escolha perdoar ainda que o seu transgressor não mereça. O perdão deve acontecer primeiro em você. Perdoar consiste em desistir de qualquer ressentimento quando se é, de alguma forma, prejudicado. É abrir mão do seu direito de vingar-se, por mais doloroso que possa parecer. Perdoa-se amando, perdão acontece ná prática. As teorias não o explicam. É fundamental lembrar-se do perdão que um dia você recebeu! Deus nos perdoou em Cristo quando ainda éramos pecadoras (Rm 5.8), não esperou que melhorassemos nossa conduta para nos amar e perdoar, nos amou quando ainda estávamos em nossos delitos. Não espere que uma pessoa mude para perdoa-la, nem mesmo que se arrependa, transformações em nosso cárater só quem opera é Deus, não é pelo nosso muito falar, ou murmurar. Deus ainda esta a trabalhar em nós, mesmo sendo falhas. É tendo em mente a dádiva que recebemos que escolhemos perdoar, ainda que nossos sentimentos sejam contrários em um primeiro momento.
Ao menos habitue-se com a idéia. Você necessita de perdão. Você é alvo de perdão, você deve o perdão.

Jesus disse: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas” (Mt 6.14-15).

“Sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou”. Ef 4.32
Marcos 11.25:


“Quando estiverdes orando, se tendes alguma cousa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas”

“Perdoa-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos a todo o que nos deve” (Lc 11.4).

“Ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente” (1 Pe 2.23).

Talvez você não consiga ainda fazê-lo, mas a encorajo em oração perdoar aquele(a) que te feriu. Em Jesus, você pode fazê-lo e Ele nos capacita a tal. Este é um segredo que a oração lhe poderá desvendar, fale com o Senhor suas mágoas e ressentimentos e libere o perdão em oração. Ao menos tente, escolha perdoar.



Deus te abençoe com perdão!

Beijos, Aline Croce.
Aline

Se puder confiar em si mesma embora outros duvidem
E conquistar os temores que limitam sua ousadia
De modo que possa dar livremente aos que a cercam
As habilidades e talentos que são seus para compartilhar;

Se puder viver, não para seu prazer somente,
Mas com alegria oferecer sua gentileza e graça
Para aquecer o coração daqueles cujas vidas são solitárias
E ajudar a fazer do seu mundo um lugar melhor;

Se puder equilibrar os sonhos com o lado prático
E tratar dos fatos, sem jamais perder de vista os seus ideais,
Se puder enfrentar a frieza da realidade
E encontrar as verdades que o preconceito encobre;

Se puder ser corajosa quando derrotada
E humilde perante a vitória,
Ou dar o melhor de si até que uma tarefa seja completada.
Por mais difícil que possa ser;

Se souber temperar os fatos com compreensão
E buscar orientar com gentileza, e não controlar,
Não sendo nem permissiva nem exigente demais,
Mas tendo em mente o valor de cada alma;

Se puder lutar sem preocupar-se com quem vai ser elogiado
E trabalhar na construção de pontes e não de muros,
Ou ao ouvir palavras maldizentes, logo esquecê-las
Ajudando sempre alguém que tenha caído;

Se puder oferecer ajuda sem amentar
A paciência, o tempo e o esforço que conceder
Ou olhar a fraqueza alheia sem julgar
Vendo com o coração e não com os olhos;

Se puder tomar os recursos que a cercam
E usá-los de maneira que achar adequada,
Você será uma mulher, e todos os que a rodeiam
Serão mais ricos por causa de sua feminilidade.


Fonte: Sheppard, Alice. "Eu quero! Eu posso!"
Veja mais em: , , 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Gênesis 4.25

A Bíblia revela que DEUS criou homem e mulher, e que toda humanidade descende do primeiro casal. Enquanto Eva foi enganada pela serpente, sendo a primeira a violar os regulamentos divinos que governaram as suas vidas (2.16—17; 3.6), a Palavra de DEUS afirma que Adão foi o que desobedeceu quebrando deliberadamente a relação de confiança com DEUS (Rm 5.12, 17; I Tm 2.14). Este fato não sugere que a mulher fosse menos inteligente ou mais vulnerável ao engano do que o homem, mas que nas circunstâncias em que ocorreu a queda do ser humano, o engano da mulher precedeu a desobediência ativa do homem.
É um fato marcante da graça divina que DEUS, em sua misericórdia e quando deu a primeira promessa de um Redentor/ Messias (Gn 3.15), decidiu implementar essa libertação através da semente da mulher. Em suma, aquela que primeiro foi marcada pelo pecado foi escolhida para ser a primeira a quem foi prometida que tornar-se-ia um instrumento da obra redentora de DEUS.
O nascimento de Sete, a “semente” que deveria substituir Abel, agora assassinado, foi o primeiro da “linha de sangue” que chegará até o nascimento do Senhor Jesus Cristo. A participação específica de Eva na falha do primeiro casal torna-se o solo no qual a misericórdia de Deus planta a primeira semente da promessa. A mensagem é óbvia: DEUS pode fazer com que “toda graça seja superabundante” em relação a qualquer um de nós. Independente da profundidade do erro, o testemunho de Eva estabelece que a graça de DEUS vai mais fundo ainda.
Fonte: Biblia de Estudo Plenitude
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Um turista que passeava por um povoado europeu parou para observar um artesão especialista em ornamentar porcelana com fios de ouro.
Ele observou o artesão pegar um de seus trabalhos mais belos, um vaso delicado, e examiná-lo atentamente. Depois de alguns minutos um leve sorriso de satisfação brotou nos lábios do artista.
A peça de artesanato era perfeita. O tamanho e a forma tinham dimensões exatas; a obra de arte era bem elaborada e delicada. De repente, para o grande susto do turista, o artesão pegou um martelo e esmigalhou a peça.
-Por quê? - Gritou o homem, aturdido, quando finalmente conseguiu recuperar o fôlego. - Por que você fez isso?
O artesão olhou para o turista e explicou:
- Veja, meu amigo, - ele disse -, o valor desse vaso não esta em sua perfeição. Não está na obra de arte, nem em seu tamanho ou seu formato, por mais belo que ele possa ser. Não, o valor está no fato de que agora eu vou juntar estes cacos novamente. Com ouro!

O mesmo acontece com nossa vida. O valor de nossa vida não está na perfeição que vemos ou na falta dela... não está naquilo que fizemos ou deixamos de fazer... não está em nosso trabalho, por mais árduo que tenha sido... não está em nossos esforços, por mais sinceros que tenham sido... não está na esperança de que receberemos uma segunda chance para nos redimir.
Não, o valor de nossa vida está no fato de que Deus não desperdiça nada. Ele pega todos os cacos de nossa vida, até mesmo os mais miúdos e imperfeitos, e os junta novamente com seu sangue, que é infinitamente mais precioso do que o ouro.

[Fonte: Histórias para o coração da mulher, Alice Gray]
Um beijo no seu coração que está, em Cristo, se tornando cada dia mais lindo!
;)
Aline Croce
Veja mais em: , 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Casamentos passam pela prova de fogo. É com esta temática que os irmãos Kendrick, criadores do famoso filme Desafiando os Gigantes, abordam as adversidades enfrentadas em um matrimônio. O filme é uma belissíma história sobre companheirismo, fidelidade e amor. Prova de Fogo está fazendo um enorme sucesso nos Estados Unidos, lotando mais de 850 salas de cinema espalhadas por todo o país, sendo muito bem aceito e elogiado pela crítica norte-americana e emocionando milhares de pessoas com sua mensagem. É de fato o tipo de filme capaz de transformar vidas!
Eleva o casamento ao seu estado original, o esposo, amar sua mulher "como Cristo amou a Igreja", e a esposa submeter-se ao marido, como a Igreja se submete ao Seu Senhor. Mensagem profunda e verdadeira, que acima de tudo pode ser libertadora e restauradora.
O filme conta a história de um bombeiro, Caleb Holt (Kirk Cameron). Caleb é um profissional exemplar, porém em seu casamento as coisas não andam nada bem. Depois de aceitar um desafio proposto por seu pai (Através do livro diário O Desafio de Amar), a fim de salvar o seu casamento, Caleb faz um propósito e decide transformar o relacionamento com sua esposa. A partir daí, sua vida começar a mudar e Caleb consegue reacender a chama do amor em seu casamento.
Deixo aqui esta dica de um filme que pode mudar sua vida, ou quem sabe de alguém próximo a você. Vale muito a pena assisti-lo!
Você pode adquiri-lo por aqui: http://www.provadefogoofilme.com.br/
Segue o link do filme pra download :
Indico também o Livro que inspirou a caminhada de 40 dias, da personagem principal: "O desafio de amar";
Deus te abençõe!
Aline Croce
Sinopse retirada de: http://www.giro180graus.com.br/
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Um coração ansioso muitas vezes acompanha o nosso caminhar. Podemos dizer que nossa geração, a geração do fast-food, speedy, da alta tecnologia, de informações em nossas mãos, de segundo em segundo, é uma "fábrica" geradora de homens e mulheres ansiosos. Contudo, quando se trata de mulheres, temos que admitir, com raras exceções, que a ansiedade parece nos pertubar muito mais, com muitas e claras evidências no nosso dia a dia: algumas descontam na alimentação, outras nas compras, na frente do computador, ataca-se a insônia, o nervosismo, irritação, fadiga, pertubações geradas pela dores da ansiedade.

Ouvi de uma mulher que estava para fazer uma viajem internacional, que se apavorou extremamente porque seu esposo a avisou por telefone que sua mala estava passando 2 kilos a mais do limite estabelecido pela companhia áerea, ao chegar em casa no mesmo dia em que soube da notícia que lhe pertubou tanto, gerando nela ansiedade e medo, viu seu marido confortavelmente deitado sobre o sofá descansando de seu dia agitado, tranquilamente, como se absolutamente tudo estivesse sob controle - e realmente estava! Faltando 3 dias para a viajem, ela confessou-me que já estava se levantando as 5h da manhã sem conseguir dormir mais, mesmo que agora suas malas estivessem 1kg abaixo do peso estabelecido. Alguma coincidência com seu dia a dia?

É verdade que todas nós temos níveis diferentes ao sentirmos e expressarmos nossas ansiedades. De certa forma, ela é boa. Nada mais é do que um medo natural que se expressa em nós através de nosso consciente com relação há um futuro pelo qual esperamos, ou não conheçemos. Este medo deveria ser considerado como um alerta, de que algo nos pertuba e deve ser analisado, porém quando se torna excessivo, é abusivo e um ditador agressivo contra nós mesmas. Seu principal problema é que nos paralisa diante das questões corriqueiras do dia a dia. Não conseguimos ver o quadro geral em que estamos inseridas, não o visualizamos em sua totalidade, enxergamos apenas o que está diante de nós evidenciado pelo medo: o problema. Já não vemos soluções, não encontramos saídas, e raramente escutamos o outro. Cegas pelo medo gerado pela ansiedade, nos tornamos irriquietas, nervosas, e procuramos alívio em coisas banais, que geram um prazer momentâneo, como ir às compras, comer, internet, que nada mais são do que fugas!

Para sermos livres deste massacre psicológico temos que enfrentá-lo! Ou com a ajuda de um profissional, ou com muita maestria pessoal, o que é bem delicado. A bíblia contudo nos demonstra uma saída prática. Não me esqueço das palavras de Jesus a Marta:

"Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária" [Lc 10.41]

Uffa! Que alívio pra um coração ansioso, "uma só é necessária", alívio e pertubação ao mesmo tempo! "Como assim 'uma só?' " É pedir muito a um coração ansioso que cuide de uma coisa só? Talvez. Contudo aos olhos do Senhor esta única coisa produziria paz e descanso. A resposta esta mais abaixo, no verso 42:

"E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada"

Escolhas primordiais! "A boa parte" era parar, aquietar-se, mesmo que milhares de tarefas a esperassem, e ouvir o mestre como Maria o fez. Realmente não existe melhor remédio pra um coração ansioso do que parar diante do Senhor. A Bíblia Sagrada em Salmos 10.41, diz assim: "Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus". Tomo esta palavra como uma ordem para minha vida, e quando vejo que a estou para desprezar, grito para mim mesma: "Aline, fique quieta!" Dentro de mim me calo. O remédio para um coração ansioso, é quietude de espírito, que a "boa parte" de estar com o Senhor pode nos proporcionar. Estar com o Senhor nos afasta do medo que causa a ansiedade, pois nos traz o segredo da confiança. O conceito bíblico de confiança, é "colocar Deus como um lugar de refúgio". Aleluias! Ter o Senhor como um esconderijo, o Senhor na angústia nos dá largueza [cf.Sl4.1] e é exatamente disto que um coração apertado pela ansiedade precisa, descanso , alívio, espaço para respirar, livre para enchergar um novo horizonte.

Neste ponto a oração como refúgio, torna-se uma fonte de escape, e a palavra nos garante:

"Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus." [Fp 4. 6-7]

Pedro diz: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós" [1 Pe 5.7].

O próprio Senhor Jesus diz: "Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida... vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas" [Mt 6.27 e 32b].

Psiu! Vamos nos calar diante de nós mesmas! Há uma palavra verdadeira e eficaz proferida por Jesus: Basta cada dia o seu mal [Mt 6.34]

Não podemos deixar que nossas preocupações excessivas sejam nossas prisões. Não podemos controlar o dia do amanhã, cada dia tem sua porção, de bençãos e de lutas, penso então comigo mesma, "não viverei as aflições do amanhã, antes lutarei com vigor as que me são propostas hoje", seja arrumar a casa, terminar um trabalho, fazer uma entrega, enfrentar o mau humor de um parceiro, sair com as crianças, dar banho no cachorro, ou procurar um novo emprego. Cada dia tem sua porção. E o amanhã entrego ao meu Senhor!
Li certa feita: "As preocupações nunca eliminam as dores do futuro, mas acabam com o poder do presente." Com muita sabedoria Victor Hugo disse: "Hoje é o amanhã com o qual você tanto de preocupou ontem, e está tudo bem!" A verdade é que a maioria dos nossos medos, são irreais, imaginários e nunca se realizarão. Você pode acreditar!
Que tal gritarmos hoje contra nós mesmas? "Psiu!!!.. Sossega.. fica quietinho dentro de mim coração!"
Um coração ansioso só pode encontrar paz ao escolher a boa parte todos os dias!


Hoje eu oro por você que esta ansiosa e desejo que a paz que excede todo entendimento guarde seus sentimentos em Cristo Jesus!


Um forte abraço, em Jesus, Aline Croce.
Veja mais em: , 4 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Senhor, dá-me de Raquel a arte de fazer-me amar.

Dá-me de Joquebede o espírito de sacrifício e renúncia.

Dá-me de Débora, a solidariedade e o estímulo.

De, Rute dá-me a dedicação e a bondade.

De Ana, dá-me a fé a fibra para cumprir o voto.

Dá-me a astúcia de Mical, para usá-la no bem, não para o mal.

Como Abigail, faz-me mensageira da paz.

Como Ester, que eu seja desinteressada e altruísta.

Como Maria faz-me pura e humilde, e como Isabel,capaz de regozijar-me com o bem alheio.

De Marta, dá-me a disposição para o trabalho material e de Maria, o anseio espiritual.

Como Dorcas, a costureira que eu seja útil ao necessitado.

E como Lídia, a mulher hospedeira que eu abra a porta ao que chegar cansado.

Como a mulher samaritana, que eu corra a falar da salvação.
Senhor, tira de mim se houver :

A vontade de olhar para trás da mulher de Ló,
A preferência por um filho de Rebeca.

O desejo adúltero da mulher de Potifar.

A traição de Dalila.

A trama macabra de Herodias.


De Ti , Senhor, suplico a paz , a bênção e o perdão.


[Autor desconhecido]
Aline



Tomara
Que você volte depressa
Que você não se despeça
Nunca mais do meu carinho
E chore, se arrependa
E pense muito
Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho


Tomara
Que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama
Que não se desfaz


E a coisa mais divina
Que há no mundo
É viver cada segundo
Como nunca mais...

[Vinícius de Moraes]
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Pintura de Imam Maleki


Amamos tão pouco e tão mal, com uma metade ou até mesmo com um quarto de nós mesmos. E amamos, no outro, alguns pedaços escolhidos, os mais conhecidos, aqueles que nos causam menos medo. É tão raro amarmos alguém por inteiro, com aquilo que nos agrada e com aquilo que não nos agrada. É tão raro sermos amados por inteiro, com nossas cavidades de sombra, com nossos dorsos de luz.


Jean-Yves Leloup

[fonte: Laion Monteiro]
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Imagem Victoria Alferonok

O homem pensa.
A mulher sonha.


Pensar é ter cérebro.
Sonhar é ter na fronte uma auréola.


O homem é um oceano.
A mulher é um lago.


O oceano tem a pérola que embeleza.
O lago tem a poesia que deslumbra.


O homem é a águia que voa.
A mulher, o rouxinol que canta.


Voar é dominar o espaço.
Cantar é conquistar a alma.


O homem tem um farol: a consciência.
A mulher tem uma estrela: a esperança.


O farol guia.
A esperança salva.


Enfim, o homem está colocado onde termina a terra.
A mulher, onde começa o céu!!!


[Victor Hugo]
Veja mais em: , 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline





"O nosso amor

Vai ser assim

Eu pra você

Você pra mim"




[Tom Jobim e Vinicius de Moraes]





Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline




Seal - Stand by me

Fique ao meu lado

Quando a noite chega
E a terra está escura
E a lua é a única luz que nós veremos
Não, eu não terei medo, não, eu não terei medo
Apenas se você ficar ao meu lado, fique ao meu lado

E querida, querida, fique ao meu lado, oh agora agora fique ao meu lado
Fique ao meu lado, fique ao meu lado

Se o céu no que nós olhamos
Deva explodir e cair
E as montanhas devam se esmigalhar no mar
Eu não chorarei, eu não chorarei, não, eu não derramarei uma lágrima
Apenas se você ficar ao meu lado, fique ao meu lado

E querida, querida, fique ao meu lado, fique ao meu lado
Fique ao meu lado, fique ao meu lado, Fique ao me-eu lado, sim

Quando você estiver em perigo
agora, agora, fique ao meu lado
Oh fique ao meu lado, fique ao meu lado, fique ao meu lado

Querida, querida , fique ao meu lado, fique ao meu lado
Oh fique ao meu lado, fique ao meu lado fique ao meu lado.

Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Este teste, faz parte da reflexão sobre "A crise da Maternidade" e é extraído do Livro de Alda D'Araújo, "Crisálida".


Escolha uma das bonecas a baixo:


Boneca Número 1



Boneca Número 2







Boneca Número 3





Boneca número 4





Através da escolha podemos fazer as seguintes observações:

N.1 A boneca simples pode demonstrar um instinto materno prático e objetivo. A relação de liberdade e amizade é presente e deve ser cultivada.

N.2 A boneca vestida com muitos detalhes pode demonstrar um instinto materno coltado para o excesso de cuidado e proteção. Mantenha a dedicação mas tenha cuidadeo para não exagerar.

N. 3 A boneca de trapos por ser feita de maneira artesanal, denota sensibilidade e necessidade de calor humano.

N. 4 A boneca quebrada pode ter dois significados: Rejeição ou desafio. Desafio se ao escolhê-la você pensou em consertá-la; rejeição se você se viu nesta boneca.

Fonte: Alda D'Araújo em Crisálida

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Por Alda d'Araújo em Crisálida



Fui mãe muito jovem. Aos 19 anos tive meu primeiro filho, e aos 20 o segundo. Minhas amigas falavam em namorados, e faculdade, e eu falava de fraldas e mamadeiras, leite em pó e doenças infantis. Elas curtiam festas, viagens, saídas com amigos; eu curtia os primeiros dentinhos, os primeiros passos... Não me arrependo, nem tão pouco fiquei frustrada, mas não acoselharia a ninguém a casar-se e ter filhos tão cedo. Naquela época abri mão de muitas coisas que me fizeram falta mais tarde. Clarissa Pinkola Estés fala em seu livro: "Mulheres que correm com os lobos": " A mãe -criança pode se sentir tão deslocada, sob o aspecto psíquico, que se considere não merecedora do amor do seu bebê. A mãe precisa de atençãos materna para dar atenção a sua própria prole". Nem sempre a mãe muito jovem é uma mãe criança; pode ser jovem é uma mãe criança; pode ser jovem ao mesmo tempo ser madura. Todavia, se a mãe é jovem demais, pode, em seu contexto social, em suas expectativas, em suas atividades, não estar ainda pronta para exercer a maternidade de maneira plena.

Segundo Clarissa, a mulher quando é mçae pela primeira vez, tem dentro de si uma mãe criança, quer tenha 18 ou 40 anos: Uma mulher com uma mãe criança interna assume a aura de uma criança que finge ser mãe... tortura seu filho com diversas formas de atenção destrutivas e, em alguns casos, de falta de atenção. Neste aspecto a mulher precisa de alguém que a oriente, que a apóie e que a ajude a desenvolver segurança na sua tarefa de ser mãe.


Se você tem uma mãe-criança dentro de si, não tenha medo de procurar orientação de pessoas mais experientes, mas não se deixe manipular, não se acomode; é você mesma que vai gerar essa maternidade de maneira plena.




A Crise Da Mãe Culpada

Maternidade culpada: crise que pode ser produto de rejeição ao filho, aborto, gravidez indesejada, inversão de prioridades...

Certa vez uma moça confidenciou-me:

-Desejaria nunca ter tido filhos. Nunca os quis, não nasci para ser mãe; gosto deles, faço tudo o que posso por eles, mas detesto ter que me prender a eles, ter que direcionar minha vida em função deles.
Este sentimento me deixa cheia de culpa e raiva, ao mesmo tempo.

Esta é uma situação delicada. Talvez sua escolha tenha sido feita sob pressão dos padrões da sociedade, como vimos na "crise da mãe sem filhos". Esta mulher escolheu gerar filhos, mas agora está arrependida, por não se sentir vocacionada a realizar esta missão. Sua crise é rejeição à própria escolha: ama e rejeita ao mesmo tempo. Ama porque não pode negar a maternidade; rejeita por não se sentir capaz ou disposta a assumi-la. Para algumas mulheres este tipo de crise não se manifesta de maneira tão transparente, mas é abafada e dissimulada por medo de julgamentos, e de ser incompreendida. Esse tipo de rejeição pode produzir atitudes que vão desde a indiferença até ao maltrato e abandono. Se a mãe que rejeita entra em crise de culpa, pode ser muito positivo, pois através da culpa vem a consciência de sua situação e, a partir daí, poderá trabalhar buscando o equilíbrio, aceitando o objeto se sua rejeição e buscando meios de suprir sua própria carência.
As vezes em que a mãe rejeita por egoísmo, ela não sabe ou não quer se "doar". Isto gera crise e esta é uma crise que promove fuga. a mãe foge da responsabilidade, se isola, e tenta buscar justificativas que a defendam. Se sente culpada mas acomoda-se a situação. O princípio da cura do egoísmo é a valorização do outro. Comece a se ver em seu filho, ou filha. Sua vida se prolonga na vida dele e dela.
Mecionamos o aborto como uma dos agentes deste processo de culpa. Não vamos discorrer sobre este tema que é tão complexo: apenas falaremos da culpa que tal escolha pode trazer. Assim como a culpa pela rejeição pode ser destrutiva, esta também pode ser: promove a consciência da gravidade do ato prticado e, a partir daí, a possibilidade do arrependimento e do perdão, tanto de Deus como de si mesma. O que quero dizer é: se você fez aborto e se sente culpada, esta é uma culpa positiva, capaz de gerar cura. O ato já foi consumado,a s razões pelas quais você tomou tal atitude, quer sejam justificadas ou não pela sociedade, não mudam o que foi feito. O importante agora é nçao se martirizar pela culpa mas assumir uma nova postura crendo no perdão de Deus. Se você já fez um aborto e não se sente culpada por isto, mas se sente culpada por não se sentir culpada, quero dizer que: o simples sentimento de culpa denota uma insatisfação de ter cometido algo ruim ou errado. Você sabe as razões que a levaram a tomar essa atitude, e ist você deverá tratar só com Deus. Eu pessoalmente repudio qualquer justificativa para o aborto apesar de saber que algumas situações são dramáticas. Porém nunca tive que fazer esta decisão para afirmar minhas convicções, e espero jamais ter de fazê-lo, por isto mesmo acho muito sério qulaquer tipo de julgamento por terceiros. Devemos orientar, aconselhar, ajudar, mas julgar, só pertence a Deus.

O perigo em ambos os casos não é a crise, e sim a ausência dela. A culpa, quando tratada de maneira sadia, produz arrependimento; o arrependimento, quando sincero e consciente, recebe perdão; e o perdão, quando aceito, gera saúde espiritual e emocional.





"Crisálida: O bonito da existência está em que ela não acaba em si mesma, mas em estender-se, através do que geramos, do que produzimos"

Fonte: Texto de Alda D'Araújo em "Crisálida"

Veja mais em : A crise da Maternidade

A Crise da Mãe sem Filhos

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Por Alda D'Araújo em Crisálida

Há mulheres infelizes por não terem filhos, e outras culpadas por não os desejarem. Há ainda as frustradas, que se obrigaram a ter filhos só para cumprir o papel de mãe.

Gerar filhos é experiência divina, maravilhosa; contudo, não pode ser inpingida a ninguém como condição fundamental da realiazação feminina.

Uma das maiores mães que conheço é a Madre Teresa de Calcutá: não pela prática das caridades, mas pela expressão mais correta do sentimentomaterno, traduzindo em ações de amor, doação, de preservação, de investimento, manifestadas através de algupem que se enxerga no semelhante. É uma mãe sem filhos biológicos e é grande mãe.

Mães sem filhos: mãe que tiveram que fazer esta opção, ou por si mesmas ou pelas circunstâncias. O filme "A escolha de Sofia" apresenta uma situação terrível: Uma mãe, num campo de concentração, é intimidada a escolher entre dois filhos, qual deveria morrer; se não fizesse, ambos morreriam. A tragédia retrata o fato de que muitas vezes mães tem que fazer escolhas; é uma luta na alma para que "ambos os filhos" não pereçam. algumas geram filhos mas ñão podem criá-los; outras decidem não gerar por que possuem "outros filhos" que podem ser vistos em sua arte, carreira profissional, ministérioo. Temos o exemplo de um homm que decidiu permanecer solteiro por amor e dedicação ao ministério: o apóstolo Paulo. Vejam que ele se explicita o sentimento materno: em ! Co 4.15 "...pois eu pelo Evangelho vos gerei em Cristo Jesus"; Gl 4.19 "...meus filhos, por quem de novo sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós".


Por 10 anos de tentativas frustradas de engravidar Lucília teve gêmeas. A felicidade seria imensa, não fora o fato de terem as duas menininhas unidas pela cabeça. O médico dissera que teriam que realizar a cirurgia, pois não sobreviveriam, se permanecessem assim. Uma morreria provavelmente. Qual delas? Pensou Lucília. Já eram tão amadas. Como decidir? Chorou muito diante delas ali no quarto. Uma tinha lábio leporino e ela julgou:

-Bom essa terá problemas, novas cirurgias; é melhor não deixá-la sofrer mais.

Ficou abalada ao perceber o que se passava pela sua mente:

-Meu Deus, o que estou fazendo? Condicionando o destino de uma criança por ter um defeito físico.

O médico entrou e Lucília enm tinha a resposta; mas disse:

-Tente salvar as duas. Se não conseguir tente salvar a que tem problema no lábio...

O depoimento termina dizendo que ambas sobreviveram; todavia, meses depois, a mais sadia veio a falecer por causa de um temor cerebral.

A maternidade pode implicar em escolhas e sacrifícios. Há fatores que impedem algumas mulheres de procriar; mas isto nunca deveria anular o seu potencial, o seu sentimento, o seu instinto materno.

Talvez a sua crise se deva a algumas das razões apresentadas: ou por não pode ter filhos biológicos ou por não ter escolhido não tê-los. O instinto maternal existe em você e pode ser manifestado de muitas formas. Quando Jesus morria na cruz, viu sua mãe Maria ao lado de João e disse: "Mulher, eis aí o teu filho; ... eis aí tua mãe". Por certo existem filhos esperando por você. A bíblia diz que em Cristo podemos ter muitos filhos, mães, irmãos e irmãs. Isto se torna verdade à medida qeu o espírito de família vai se multiplicando entre aqueles que estão unidos pelos laços do cristianismo. a mãe sem filhos não esta então, impossibilitada de gerar filhos em meio a um espírito produtivo, solidário e rico em relacionamentos e realizações.

[Extraído deAlda D'Araújo, em Crisálida]

Esta reflexão continua!

Veja a primeira parte clicando aqui: A crise da maternidade

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Por Alda D'Araújo em Crisálida



Cada mulher traz a maternidade dentro de si; há poucas exceções. Mesmo aquelas que não tem a maternidade como parte de seus planos: quer seja por opção, por impossibilidade física ou circunstancial.

Este sentimento já se manifesta na infância. O brinquedo preferido da menina geralmente é uma boneca; se aprende a dar comida e banho, mudar de roupa, pentear o cabelo, levar pra passear, colocar para dormir, mostrando que o cuidado e o carinho maternal já estão sendo manifestados.

Todavia não é raro vermos bonecas com pernas arrancadas, cabelos cortados ou pintados, a cara toda riscada de caneta: experiências macabras... pobres bonecas. A menina também se vê na boneca: daí o tremendo sucesso das Barbies & Companheiras... Há uma identificaçãos com aqueles cabelos longos e sedosos, o rostinho perfeito, os olhos luminosos, e o guarda roupa variado. Ao mesmo tempo que o brinquedo alimenta o instinto materno e até desenvolve a auto-imagem, também desperta curiosidade e manifesta um senso de domínio, possessão e controle.

Depois de um tempo a boneca querida está largada a um canto, toda riscada, sem cabelo, sem braços e pernas. Esta mutilaçãoao instrumento de fantasia mostra que a menina não esta preparada para ser mãe, nem tampouco competir com a boneca. Por isto, logo deixa a "filhinha" e sai em busca da mamãe.

Por que tratar deste tema, se já é tão debatido, tão universal e, aparentemente tão resolvido? Justamente porque o verdadeiro conceito de ser mãe vai além do fator biológico, e por isto mesmo pode gerar crise.





Mãe é Mãe!

O que é ser mãe? A maternidade não se resume em fatos, mas em conceito que envolve sentimentos profundos e conquanto seja basicamente feminino, dá também ao homem a possibilidade de experimentá-los. Dentro de cada um de nós existe uma mãe que se comp~e a partir da experiência da mãe natural com outras figuras maternas existentes em nossa vida.

Deus é pai, ma também mãe. Ele é pai porque encarna a figura do Pai; é mãe porque manifesta o sentimento materno. Sem querer esbarrar em quesõe teológicas, podemos encarar a figura de "Nossa Senhora" para a Igreja Católica como uma projeçãos religiosa da necessidade de se criar uma "mãe para Deus", que fosse também a mãe de todos nós, refletindo a carência existencial da figura materna juntamente com a ausência de uma visão da possibilidade de maternidade em Deus.

Mãe é mãe, não quando dá a luz. mas quando encarna e expressa o sentimento materno.

Estava assistindo um programa na televisão com adolescentes que queriam engravidar. Meninas de 13 a 15 anos indo para a cama com quem aparecesse, sem nenhuma preocupação de praticar sexo seguro, por causa da obcessão de se tornarem mães. Fiquei pensando: o que leva uma menina de 13 anos a buscar uma arriscada gravidez, que pode atrapalhar para sempre a sua vida? Conquanto algumas desejem apenas chamar a atenção, oq ue podemos perceber é que elas não desejem ardentemente um filho, mas sim o resgate do sentimento maternal, que pode ter-lhes sido negado ou inibido por fatores diversos.

[Texto extraído de Alda D'Araújo, em "Crisálida"]

Esta reflexão continua:

Segunda parte: "A crise da Mãe sem Filhos"

Terceira parte: "A crise da mãe Jovem e da Mãe culpada"

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Veja mais em: , , , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
"A vida de casado nunca será como deve ser enquanto um dos cônjuges tiver como prioridade a própria felicidade"
[J. S. Kirtley]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

" E eu lhes asseguro; Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida. Eu lhes afirmo que está chegando a hora, e já chegou em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvem, viverão" [Jo 5. 24,25]

Em meio a tantas mortes, Deus nos concede vida! Todos os dias somos confrontados com a morte e a vida. Não somente a morte e vida física, do corpo, da matéria, mas a cada dia sentimos e vemos de perto a morte do eu interior, das emoções, dos sentimentos, do amor, da alegria. Mortes emocionais. Embora vivos física e espiritualmente, experimentamos a morte das emoções: uma vida apática e sombria. Mortes interiores são como monstros que nos devoram sem piedade.

"A pessoa emocionalmente morta está voltada para dentro: pensamentos e fantasias substituem o sentimento e a ação; imagens compensam a perda da realidade... [cria-se ] a falsa impressão de estar vivo" [Alexandre Lawen, "O corpo traído", citado por Esther Carrenho em "Ressurreição interior" p. 51]

Morremos e tornamo-nos indiferentes com nós mesmas. Escolhemos a morte (ver Dt 30.19), nos ferimos e não nos curamos, colecionamos mágoas e maquiamos amarguras, palavras ríspidas, que ferem adornam nossos lábios, e como um troféu erguemos um coração ferido em suas próprias emoções, na solidão oculta do eu, onde ninguém mais pode ver-nos. Assim no dia a dia, escolhemos um pouquinho de suicídio diariamente. Entre tantas coisas que podem nos ajudar a viver melhor, em geral optamos pelo que leva o corpo e a vida emocional a deterioração. Anulamos os nossos sentimentos, somos frios, e insensíveis, beiramos muitas vezes a depressões profundas.

Contudo, há um que pode nos ressuscitar! Há um aspecto da vida eterna em Crsito do qual pouco nos apropiamos, é que ela começa de imediato, a partir do ato de crer. "Eu lhes afirmo que está chegando a hora, E JÁ CHEGOU, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvirem viverão" [Jo. 5.25]. A vida pela qual ansiamos está em Deus, que pelo Filho nos concede agora, desde já, a vida eterna, não apenas no futuro. E como ressurgir?

As fontes da vida estão em Deus
Compreender esta verdade é sair da sepultura invisível que nos aprisiona. "Pois em ti está a fonte de vida" [Sl 36.9]. Beber desta fonte é saciar a alma e curá-la. Muitas vezes nos saciamos em cisternas rotas: casamento, namoro, amores, família, filhos, dinheiro, riquezas, beleza exterior, diversão, fantasia, todas estas falham, esperanças falidas. "Mas aquele que beber da água que eu lhe der" [disse Jesus], "nunca mais terá sede [Jo 4.14].

"Tu me farás conhecer a vereda da vida,a alaegria da tua presença, eterno prazer à tua direita" [Sl 16.12]

"E este é o testemunho: Deus nos deu vida eterna, e essa vida esta em seu Filho. Quem tem o filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida" [I Jo 5.11,12]

A vida está na Palavra de Deus.
Como beber das fontes de vida em Deus? Deuterônomio 30. 20 nos elucida: " Ouçam a sua voz, e se apeguem firmemente a Ele, pois o Senhor é a sua vida" A vida e a palavra de Deus estão estreitamente associadas. Quando a morte te invadir, leia a palavra, coma a palavra que é "pão da vida" [Jo 6.35] "Pois o pão de Deus é aquele que desceu do céu e dá vida ao mundo"[Jo 6.34]. "Então Jesus declarou: 'Eu sou o pão da vida'
Cristo é a vida que nos alimenta com sua palavra. Em Jo 1. 1 Ele é a própria palavra encarnada: "E o verbo se fez carne e habitou entre nós" Ressuscitemos nossas emoções pela palavra. Como a água que sacia, e como o pão que alimenta.
Pão e água, vida!
Ressuscite!
"Deste-me vida " [Jó 10.12]
"O Espírito de Deus me fez, o sopro do todo poderoso me dá vida" [Jó 33.4]
Um abraço cheio de vida!
;)
Aline Croce

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"E o romance, o que é? Na maioria das vezes, um belo conto de fadas no qual tudo acontece do jeitoque você quer, a chuva não molha a sua roupa, o pernilongo não pica o seu nariz e tudo é lindo"


[D.H. Lawrence]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


"Prometemos nos esforçar para ficarmos unidos, não porque achamos que nossos sentimentos sempre serão os mesmos, mas porque sabemos que tudo mudará"

[Eric Zorn]

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Navegando por ai encontrei um site muito legalzinho : "Rainhas do Lar", olha que fofo o poema, e que demonstração de carinho e afeto por aqueles que precisam, as vezes reclamamos que não temos nenhum "dom", ou nenhum "talento"... será mesmo?

Tem gente que faz bolo porque, mesmo não tendo dons de doceira, não lhe falta força de vontade.
Tem gente que faz bolo simples, daqueles pra tomar com café.
Tem gente que faz bolo porque acredita que dentro dele cabem todos os sentimentos do mundo.
Tem gente que faz bolo pra dar de presente.
Tem gente que faz bolo com fruta amarela, porque sabe que são as preferidas dela.
Tem gente que faz bolo e desenforma, e embala com fita xadrez alegre.
Tem gente que faz bolo para abraçar (bolo abraça, não sabia?), para adoçar a vida de quem acaba de perder alguém que ama.
Tem gente que faz bolo quando as palavras já não bastam, e quando não há mais nada que possa ser feito para confortá-la.
Tem gente que faz bolo porque ama demais a pessoa e quer que, no momento em que ela coma uma fatia dele, se sinta exatamente assim: amada.
Tem gente que faz um bolo pra dizer "eu estou aqui e você pode sempre contar comigo".


Um beijo com sabor de bolo!
;)
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Para cada montanha que tive de subir,
Para cada pedra que feriu meus pés,
Para todo sangue, suor e sujeira,
Para as tempestades furiosas e o calor ardente,
Meu coração canta uma canção agradecida...
Essas foram as coisas que me tornaram forte!
Por todas as lágrimas e sofrimentos,
Por toda a angústia e dor,
Pelos dias sombrios e os anos improdutivos,
E pelas esperanças que viveram em vão,
Eu agradeço, pois agora sei
Que essas foram as coisas que me ajudaram a crescer!

[Autor Desconhecido]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"Você sabe quando um casamento é bom e duradouro pela expressão no rosto dos casais: como a de marinheiros que venceram juntos as batalhas contra o mau tempo"
[Pam Brow]
Veja mais em: 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
" A melhor felicidade da vida é a convicção de ser amado pelo que você é, ou melhor, de ser amado apesar do que você é."
[Victor Hugo]

Com carinho e desejo de que sejas abençoada!

Aline Croce


Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Related Posts with Thumbnails