Aline


Um coração ansioso muitas vezes acompanha o nosso caminhar. Podemos dizer que nossa geração, a geração do fast-food, speedy, da alta tecnologia, de informações em nossas mãos, de segundo em segundo, é uma "fábrica" geradora de homens e mulheres ansiosos. Contudo, quando se trata de mulheres, temos que admitir, com raras exceções, que a ansiedade parece nos pertubar muito mais, com muitas e claras evidências no nosso dia a dia: algumas descontam na alimentação, outras nas compras, na frente do computador, ataca-se a insônia, o nervosismo, irritação, fadiga, pertubações geradas pela dores da ansiedade.

Ouvi de uma mulher que estava para fazer uma viajem internacional, que se apavorou extremamente porque seu esposo a avisou por telefone que sua mala estava passando 2 kilos a mais do limite estabelecido pela companhia áerea, ao chegar em casa no mesmo dia em que soube da notícia que lhe pertubou tanto, gerando nela ansiedade e medo, viu seu marido confortavelmente deitado sobre o sofá descansando de seu dia agitado, tranquilamente, como se absolutamente tudo estivesse sob controle - e realmente estava! Faltando 3 dias para a viajem, ela confessou-me que já estava se levantando as 5h da manhã sem conseguir dormir mais, mesmo que agora suas malas estivessem 1kg abaixo do peso estabelecido. Alguma coincidência com seu dia a dia?

É verdade que todas nós temos níveis diferentes ao sentirmos e expressarmos nossas ansiedades. De certa forma, ela é boa. Nada mais é do que um medo natural que se expressa em nós através de nosso consciente com relação há um futuro pelo qual esperamos, ou não conheçemos. Este medo deveria ser considerado como um alerta, de que algo nos pertuba e deve ser analisado, porém quando se torna excessivo, é abusivo e um ditador agressivo contra nós mesmas. Seu principal problema é que nos paralisa diante das questões corriqueiras do dia a dia. Não conseguimos ver o quadro geral em que estamos inseridas, não o visualizamos em sua totalidade, enxergamos apenas o que está diante de nós evidenciado pelo medo: o problema. Já não vemos soluções, não encontramos saídas, e raramente escutamos o outro. Cegas pelo medo gerado pela ansiedade, nos tornamos irriquietas, nervosas, e procuramos alívio em coisas banais, que geram um prazer momentâneo, como ir às compras, comer, internet, que nada mais são do que fugas!

Para sermos livres deste massacre psicológico temos que enfrentá-lo! Ou com a ajuda de um profissional, ou com muita maestria pessoal, o que é bem delicado. A bíblia contudo nos demonstra uma saída prática. Não me esqueço das palavras de Jesus a Marta:

"Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária" [Lc 10.41]

Uffa! Que alívio pra um coração ansioso, "uma só é necessária", alívio e pertubação ao mesmo tempo! "Como assim 'uma só?' " É pedir muito a um coração ansioso que cuide de uma coisa só? Talvez. Contudo aos olhos do Senhor esta única coisa produziria paz e descanso. A resposta esta mais abaixo, no verso 42:

"E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada"

Escolhas primordiais! "A boa parte" era parar, aquietar-se, mesmo que milhares de tarefas a esperassem, e ouvir o mestre como Maria o fez. Realmente não existe melhor remédio pra um coração ansioso do que parar diante do Senhor. A Bíblia Sagrada em Salmos 10.41, diz assim: "Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus". Tomo esta palavra como uma ordem para minha vida, e quando vejo que a estou para desprezar, grito para mim mesma: "Aline, fique quieta!" Dentro de mim me calo. O remédio para um coração ansioso, é quietude de espírito, que a "boa parte" de estar com o Senhor pode nos proporcionar. Estar com o Senhor nos afasta do medo que causa a ansiedade, pois nos traz o segredo da confiança. O conceito bíblico de confiança, é "colocar Deus como um lugar de refúgio". Aleluias! Ter o Senhor como um esconderijo, o Senhor na angústia nos dá largueza [cf.Sl4.1] e é exatamente disto que um coração apertado pela ansiedade precisa, descanso , alívio, espaço para respirar, livre para enchergar um novo horizonte.

Neste ponto a oração como refúgio, torna-se uma fonte de escape, e a palavra nos garante:

"Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus." [Fp 4. 6-7]

Pedro diz: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós" [1 Pe 5.7].

O próprio Senhor Jesus diz: "Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida... vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas" [Mt 6.27 e 32b].

Psiu! Vamos nos calar diante de nós mesmas! Há uma palavra verdadeira e eficaz proferida por Jesus: Basta cada dia o seu mal [Mt 6.34]

Não podemos deixar que nossas preocupações excessivas sejam nossas prisões. Não podemos controlar o dia do amanhã, cada dia tem sua porção, de bençãos e de lutas, penso então comigo mesma, "não viverei as aflições do amanhã, antes lutarei com vigor as que me são propostas hoje", seja arrumar a casa, terminar um trabalho, fazer uma entrega, enfrentar o mau humor de um parceiro, sair com as crianças, dar banho no cachorro, ou procurar um novo emprego. Cada dia tem sua porção. E o amanhã entrego ao meu Senhor!
Li certa feita: "As preocupações nunca eliminam as dores do futuro, mas acabam com o poder do presente." Com muita sabedoria Victor Hugo disse: "Hoje é o amanhã com o qual você tanto de preocupou ontem, e está tudo bem!" A verdade é que a maioria dos nossos medos, são irreais, imaginários e nunca se realizarão. Você pode acreditar!
Que tal gritarmos hoje contra nós mesmas? "Psiu!!!.. Sossega.. fica quietinho dentro de mim coração!"
Um coração ansioso só pode encontrar paz ao escolher a boa parte todos os dias!


Hoje eu oro por você que esta ansiosa e desejo que a paz que excede todo entendimento guarde seus sentimentos em Cristo Jesus!


Um forte abraço, em Jesus, Aline Croce.
Veja mais em: , | edit post
Sua opinião 
4 Responses
  1. Ola Aline!

    Ola gente boa de Jesus!

    Estou passeando na net para conhecer blogs cristãos, saber o que o povo está buscando e falando... E para divulgar meu blog, o Genizah.

    Muito legal o trabalho que vocês fazem aqui! Parabéns.

    Vou seguir vocês e espero pela oportunidade daquela troca de irmão em Cristo aqui ou no meu blog, se você me der a honra e prazer da visita.

    Genizah é um blog de apologética cristã com uma boa dose de humor. Nosso time é formado por escritores, pastores, humoristas e chargistas cristãos.

    Espero que goste. Paz e Bem!

    Danilo

    http://www.genizahvirtual.com/


  2. ali Says:

    Graça e paz Aline!

    Querida muito obrigado por ter postado esse estudo, pois nem sab o qnto tenho sofrido agora "infelizmente" e nesses ultimos dias ao ponto de estar indo ao medico, Porém algo sempre dizia dentro de mim que deveria colocar essa questão diante do Senhor.

    ... A minha vida é bem assim como vc colocou, durmo às 00:00 e acordo bem cedo para trabalhar e durante o dia não paro Ufff...
    Tbm sou envolvida na obra e sou do tipo q quero fazer as coisas acontecerem :(e sei q num é bem assim.

    por favor ore por mim,pq não quero mais ir em médico, já q tenho o médico dos médicos e ele nos entende muito bem.

    amei esse artigo, SE VC TIVER TIVER MSN ME ADD, SERIA ÓTIMO SE PUDESSE ME AJUDAR
    LICINHAAAA@HOTMAIL.COM
    A PAZ!!


  3. Nina Says:

    oi Aline
    gostaria que me ajudasse que devo fazer? tenho me sentido um trapo pois o meu marido vive pondo defeitos em meu cabelo,minhas roupas,meu jeito de ser...ja to me sentindo sem forças pra deixar pra la sabe,acho que ta começando me afetar,ja nao sei o que fazer.um abraço.Nina


  4. Aline Says:

    Oi Nina querida!

    Gostaria muito de poder te ajudar a solucionar seu problema, mas não sei se conseguiria.Contudo deixe-me dizer-lhe uma palavra de encorajamento, que espero seja um alívio pra você.
    Pelo que compreendo vejo que você está passando por um momento muito difícil no seu casamento. Esta insatisfeita consigo mesma e seu marido esta lhe criticando constantemente. Isto realmente é desagradável.
    Penso que a primeira coisa que você deva fazer nesta situação é acreditar em você! Acreditar no seu valor, que você é especial e única! Independente do que seu marido diga, ou do que as pessoas falem. Você é especial e única pois foi criada por um Deus de amor, que sonhou com cada detalhe de seu corpo, sua pele, seu DNA, e de sua personalidade. Você não é um acaso neste mundo, é um presente de Deus para todos que estão a sua volta; Ele mesmo a criou! Isto verdadeiramente nos torna únicos, cheios de valor no Senhor. E você antes de qualquer pessoa deve acreditar neste valor! Você é muito amada e querida!

    Em segundo lugar, creio que você deva considerar o porque das criticas de seu marido com relação à sua aparência. Você realmente precisa dar um "toque" especial a sua produção, está se sentindo bem como está hoje, com seu corpo, com você mesma? Isto é importante considerarmos. Existem aquelas mulheres que são exageradas e não saem nunca do salão de belezas, mas existem aquelas que jamais se arrumam de uma maneira especial e faltam até com coisas básicas do dia a dia. Pense em você, de 0 a 10, qual sua auto avaliação, sua nota, como você tem se cuidado?
    Se você se cuida, gosta de você, é uma mulher vaidosa mas sem exageros e acha que seu marido não tem porque reclamar, então é hora de irmos mais a fundo na compreensão desta crítica de seu marido.
    Ele realmente esta reclamando de sua aparência? Ou por trás desta lamentação há outro motivo?
    Sabe, que na maioria das vezes, os homens tem dificuldades para se comunicarem, as vezes não sabem dizer o que estão sentindo, e por traz de uma reclamação deste gênero pode estar escondida outras razões outros motivos que você desconheça. Talvez seja um problema maior e ele não saiba expressar.
    Em todo caso, uma abertura para o diálogo deve ser sempre bem vinda.
    Não desista, se ainda há amor, vale a pena tentar.
    Lute pelo seu casamento, e tenha uma conversa sincera com seu esposo. Diga-lhe que você o ama, mas sente muito quando ele lhe cobra desta maneira.
    E se as cobranças dele forem além daquilo que você pode oferecer, lembre-o que ele também tem limitações que certamente não te agradam.
    Amar é encontrar o equilíbrio entre o amor, e os defeitos e imperfeições da pessoa amada.
    Ore ao Senhor e peça que sua palavra e seu Espírito Santo, lhe ajudem nesta batalha.
    Um forte abraço, na esperança de que dias melhores lhe alcancem!
    Quando precisar, conte com meu apoio e orações!


Related Posts with Thumbnails