Aline
Imagem Victoria Alferonok

O homem pensa.
A mulher sonha.


Pensar é ter cérebro.
Sonhar é ter na fronte uma auréola.


O homem é um oceano.
A mulher é um lago.


O oceano tem a pérola que embeleza.
O lago tem a poesia que deslumbra.


O homem é a águia que voa.
A mulher, o rouxinol que canta.


Voar é dominar o espaço.
Cantar é conquistar a alma.


O homem tem um farol: a consciência.
A mulher tem uma estrela: a esperança.


O farol guia.
A esperança salva.


Enfim, o homem está colocado onde termina a terra.
A mulher, onde começa o céu!!!


[Victor Hugo]
Veja mais em: , 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline





"O nosso amor

Vai ser assim

Eu pra você

Você pra mim"




[Tom Jobim e Vinicius de Moraes]





Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline




Seal - Stand by me

Fique ao meu lado

Quando a noite chega
E a terra está escura
E a lua é a única luz que nós veremos
Não, eu não terei medo, não, eu não terei medo
Apenas se você ficar ao meu lado, fique ao meu lado

E querida, querida, fique ao meu lado, oh agora agora fique ao meu lado
Fique ao meu lado, fique ao meu lado

Se o céu no que nós olhamos
Deva explodir e cair
E as montanhas devam se esmigalhar no mar
Eu não chorarei, eu não chorarei, não, eu não derramarei uma lágrima
Apenas se você ficar ao meu lado, fique ao meu lado

E querida, querida, fique ao meu lado, fique ao meu lado
Fique ao meu lado, fique ao meu lado, Fique ao me-eu lado, sim

Quando você estiver em perigo
agora, agora, fique ao meu lado
Oh fique ao meu lado, fique ao meu lado, fique ao meu lado

Querida, querida , fique ao meu lado, fique ao meu lado
Oh fique ao meu lado, fique ao meu lado fique ao meu lado.

Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Este teste, faz parte da reflexão sobre "A crise da Maternidade" e é extraído do Livro de Alda D'Araújo, "Crisálida".


Escolha uma das bonecas a baixo:


Boneca Número 1



Boneca Número 2







Boneca Número 3





Boneca número 4





Através da escolha podemos fazer as seguintes observações:

N.1 A boneca simples pode demonstrar um instinto materno prático e objetivo. A relação de liberdade e amizade é presente e deve ser cultivada.

N.2 A boneca vestida com muitos detalhes pode demonstrar um instinto materno coltado para o excesso de cuidado e proteção. Mantenha a dedicação mas tenha cuidadeo para não exagerar.

N. 3 A boneca de trapos por ser feita de maneira artesanal, denota sensibilidade e necessidade de calor humano.

N. 4 A boneca quebrada pode ter dois significados: Rejeição ou desafio. Desafio se ao escolhê-la você pensou em consertá-la; rejeição se você se viu nesta boneca.

Fonte: Alda D'Araújo em Crisálida

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Por Alda d'Araújo em Crisálida



Fui mãe muito jovem. Aos 19 anos tive meu primeiro filho, e aos 20 o segundo. Minhas amigas falavam em namorados, e faculdade, e eu falava de fraldas e mamadeiras, leite em pó e doenças infantis. Elas curtiam festas, viagens, saídas com amigos; eu curtia os primeiros dentinhos, os primeiros passos... Não me arrependo, nem tão pouco fiquei frustrada, mas não acoselharia a ninguém a casar-se e ter filhos tão cedo. Naquela época abri mão de muitas coisas que me fizeram falta mais tarde. Clarissa Pinkola Estés fala em seu livro: "Mulheres que correm com os lobos": " A mãe -criança pode se sentir tão deslocada, sob o aspecto psíquico, que se considere não merecedora do amor do seu bebê. A mãe precisa de atençãos materna para dar atenção a sua própria prole". Nem sempre a mãe muito jovem é uma mãe criança; pode ser jovem é uma mãe criança; pode ser jovem ao mesmo tempo ser madura. Todavia, se a mãe é jovem demais, pode, em seu contexto social, em suas expectativas, em suas atividades, não estar ainda pronta para exercer a maternidade de maneira plena.

Segundo Clarissa, a mulher quando é mçae pela primeira vez, tem dentro de si uma mãe criança, quer tenha 18 ou 40 anos: Uma mulher com uma mãe criança interna assume a aura de uma criança que finge ser mãe... tortura seu filho com diversas formas de atenção destrutivas e, em alguns casos, de falta de atenção. Neste aspecto a mulher precisa de alguém que a oriente, que a apóie e que a ajude a desenvolver segurança na sua tarefa de ser mãe.


Se você tem uma mãe-criança dentro de si, não tenha medo de procurar orientação de pessoas mais experientes, mas não se deixe manipular, não se acomode; é você mesma que vai gerar essa maternidade de maneira plena.




A Crise Da Mãe Culpada

Maternidade culpada: crise que pode ser produto de rejeição ao filho, aborto, gravidez indesejada, inversão de prioridades...

Certa vez uma moça confidenciou-me:

-Desejaria nunca ter tido filhos. Nunca os quis, não nasci para ser mãe; gosto deles, faço tudo o que posso por eles, mas detesto ter que me prender a eles, ter que direcionar minha vida em função deles.
Este sentimento me deixa cheia de culpa e raiva, ao mesmo tempo.

Esta é uma situação delicada. Talvez sua escolha tenha sido feita sob pressão dos padrões da sociedade, como vimos na "crise da mãe sem filhos". Esta mulher escolheu gerar filhos, mas agora está arrependida, por não se sentir vocacionada a realizar esta missão. Sua crise é rejeição à própria escolha: ama e rejeita ao mesmo tempo. Ama porque não pode negar a maternidade; rejeita por não se sentir capaz ou disposta a assumi-la. Para algumas mulheres este tipo de crise não se manifesta de maneira tão transparente, mas é abafada e dissimulada por medo de julgamentos, e de ser incompreendida. Esse tipo de rejeição pode produzir atitudes que vão desde a indiferença até ao maltrato e abandono. Se a mãe que rejeita entra em crise de culpa, pode ser muito positivo, pois através da culpa vem a consciência de sua situação e, a partir daí, poderá trabalhar buscando o equilíbrio, aceitando o objeto se sua rejeição e buscando meios de suprir sua própria carência.
As vezes em que a mãe rejeita por egoísmo, ela não sabe ou não quer se "doar". Isto gera crise e esta é uma crise que promove fuga. a mãe foge da responsabilidade, se isola, e tenta buscar justificativas que a defendam. Se sente culpada mas acomoda-se a situação. O princípio da cura do egoísmo é a valorização do outro. Comece a se ver em seu filho, ou filha. Sua vida se prolonga na vida dele e dela.
Mecionamos o aborto como uma dos agentes deste processo de culpa. Não vamos discorrer sobre este tema que é tão complexo: apenas falaremos da culpa que tal escolha pode trazer. Assim como a culpa pela rejeição pode ser destrutiva, esta também pode ser: promove a consciência da gravidade do ato prticado e, a partir daí, a possibilidade do arrependimento e do perdão, tanto de Deus como de si mesma. O que quero dizer é: se você fez aborto e se sente culpada, esta é uma culpa positiva, capaz de gerar cura. O ato já foi consumado,a s razões pelas quais você tomou tal atitude, quer sejam justificadas ou não pela sociedade, não mudam o que foi feito. O importante agora é nçao se martirizar pela culpa mas assumir uma nova postura crendo no perdão de Deus. Se você já fez um aborto e não se sente culpada por isto, mas se sente culpada por não se sentir culpada, quero dizer que: o simples sentimento de culpa denota uma insatisfação de ter cometido algo ruim ou errado. Você sabe as razões que a levaram a tomar essa atitude, e ist você deverá tratar só com Deus. Eu pessoalmente repudio qualquer justificativa para o aborto apesar de saber que algumas situações são dramáticas. Porém nunca tive que fazer esta decisão para afirmar minhas convicções, e espero jamais ter de fazê-lo, por isto mesmo acho muito sério qulaquer tipo de julgamento por terceiros. Devemos orientar, aconselhar, ajudar, mas julgar, só pertence a Deus.

O perigo em ambos os casos não é a crise, e sim a ausência dela. A culpa, quando tratada de maneira sadia, produz arrependimento; o arrependimento, quando sincero e consciente, recebe perdão; e o perdão, quando aceito, gera saúde espiritual e emocional.





"Crisálida: O bonito da existência está em que ela não acaba em si mesma, mas em estender-se, através do que geramos, do que produzimos"

Fonte: Texto de Alda D'Araújo em "Crisálida"

Veja mais em : A crise da Maternidade

A Crise da Mãe sem Filhos

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Por Alda D'Araújo em Crisálida

Há mulheres infelizes por não terem filhos, e outras culpadas por não os desejarem. Há ainda as frustradas, que se obrigaram a ter filhos só para cumprir o papel de mãe.

Gerar filhos é experiência divina, maravilhosa; contudo, não pode ser inpingida a ninguém como condição fundamental da realiazação feminina.

Uma das maiores mães que conheço é a Madre Teresa de Calcutá: não pela prática das caridades, mas pela expressão mais correta do sentimentomaterno, traduzindo em ações de amor, doação, de preservação, de investimento, manifestadas através de algupem que se enxerga no semelhante. É uma mãe sem filhos biológicos e é grande mãe.

Mães sem filhos: mãe que tiveram que fazer esta opção, ou por si mesmas ou pelas circunstâncias. O filme "A escolha de Sofia" apresenta uma situação terrível: Uma mãe, num campo de concentração, é intimidada a escolher entre dois filhos, qual deveria morrer; se não fizesse, ambos morreriam. A tragédia retrata o fato de que muitas vezes mães tem que fazer escolhas; é uma luta na alma para que "ambos os filhos" não pereçam. algumas geram filhos mas ñão podem criá-los; outras decidem não gerar por que possuem "outros filhos" que podem ser vistos em sua arte, carreira profissional, ministérioo. Temos o exemplo de um homm que decidiu permanecer solteiro por amor e dedicação ao ministério: o apóstolo Paulo. Vejam que ele se explicita o sentimento materno: em ! Co 4.15 "...pois eu pelo Evangelho vos gerei em Cristo Jesus"; Gl 4.19 "...meus filhos, por quem de novo sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós".


Por 10 anos de tentativas frustradas de engravidar Lucília teve gêmeas. A felicidade seria imensa, não fora o fato de terem as duas menininhas unidas pela cabeça. O médico dissera que teriam que realizar a cirurgia, pois não sobreviveriam, se permanecessem assim. Uma morreria provavelmente. Qual delas? Pensou Lucília. Já eram tão amadas. Como decidir? Chorou muito diante delas ali no quarto. Uma tinha lábio leporino e ela julgou:

-Bom essa terá problemas, novas cirurgias; é melhor não deixá-la sofrer mais.

Ficou abalada ao perceber o que se passava pela sua mente:

-Meu Deus, o que estou fazendo? Condicionando o destino de uma criança por ter um defeito físico.

O médico entrou e Lucília enm tinha a resposta; mas disse:

-Tente salvar as duas. Se não conseguir tente salvar a que tem problema no lábio...

O depoimento termina dizendo que ambas sobreviveram; todavia, meses depois, a mais sadia veio a falecer por causa de um temor cerebral.

A maternidade pode implicar em escolhas e sacrifícios. Há fatores que impedem algumas mulheres de procriar; mas isto nunca deveria anular o seu potencial, o seu sentimento, o seu instinto materno.

Talvez a sua crise se deva a algumas das razões apresentadas: ou por não pode ter filhos biológicos ou por não ter escolhido não tê-los. O instinto maternal existe em você e pode ser manifestado de muitas formas. Quando Jesus morria na cruz, viu sua mãe Maria ao lado de João e disse: "Mulher, eis aí o teu filho; ... eis aí tua mãe". Por certo existem filhos esperando por você. A bíblia diz que em Cristo podemos ter muitos filhos, mães, irmãos e irmãs. Isto se torna verdade à medida qeu o espírito de família vai se multiplicando entre aqueles que estão unidos pelos laços do cristianismo. a mãe sem filhos não esta então, impossibilitada de gerar filhos em meio a um espírito produtivo, solidário e rico em relacionamentos e realizações.

[Extraído deAlda D'Araújo, em Crisálida]

Esta reflexão continua!

Veja a primeira parte clicando aqui: A crise da maternidade

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Por Alda D'Araújo em Crisálida



Cada mulher traz a maternidade dentro de si; há poucas exceções. Mesmo aquelas que não tem a maternidade como parte de seus planos: quer seja por opção, por impossibilidade física ou circunstancial.

Este sentimento já se manifesta na infância. O brinquedo preferido da menina geralmente é uma boneca; se aprende a dar comida e banho, mudar de roupa, pentear o cabelo, levar pra passear, colocar para dormir, mostrando que o cuidado e o carinho maternal já estão sendo manifestados.

Todavia não é raro vermos bonecas com pernas arrancadas, cabelos cortados ou pintados, a cara toda riscada de caneta: experiências macabras... pobres bonecas. A menina também se vê na boneca: daí o tremendo sucesso das Barbies & Companheiras... Há uma identificaçãos com aqueles cabelos longos e sedosos, o rostinho perfeito, os olhos luminosos, e o guarda roupa variado. Ao mesmo tempo que o brinquedo alimenta o instinto materno e até desenvolve a auto-imagem, também desperta curiosidade e manifesta um senso de domínio, possessão e controle.

Depois de um tempo a boneca querida está largada a um canto, toda riscada, sem cabelo, sem braços e pernas. Esta mutilaçãoao instrumento de fantasia mostra que a menina não esta preparada para ser mãe, nem tampouco competir com a boneca. Por isto, logo deixa a "filhinha" e sai em busca da mamãe.

Por que tratar deste tema, se já é tão debatido, tão universal e, aparentemente tão resolvido? Justamente porque o verdadeiro conceito de ser mãe vai além do fator biológico, e por isto mesmo pode gerar crise.





Mãe é Mãe!

O que é ser mãe? A maternidade não se resume em fatos, mas em conceito que envolve sentimentos profundos e conquanto seja basicamente feminino, dá também ao homem a possibilidade de experimentá-los. Dentro de cada um de nós existe uma mãe que se comp~e a partir da experiência da mãe natural com outras figuras maternas existentes em nossa vida.

Deus é pai, ma também mãe. Ele é pai porque encarna a figura do Pai; é mãe porque manifesta o sentimento materno. Sem querer esbarrar em quesõe teológicas, podemos encarar a figura de "Nossa Senhora" para a Igreja Católica como uma projeçãos religiosa da necessidade de se criar uma "mãe para Deus", que fosse também a mãe de todos nós, refletindo a carência existencial da figura materna juntamente com a ausência de uma visão da possibilidade de maternidade em Deus.

Mãe é mãe, não quando dá a luz. mas quando encarna e expressa o sentimento materno.

Estava assistindo um programa na televisão com adolescentes que queriam engravidar. Meninas de 13 a 15 anos indo para a cama com quem aparecesse, sem nenhuma preocupação de praticar sexo seguro, por causa da obcessão de se tornarem mães. Fiquei pensando: o que leva uma menina de 13 anos a buscar uma arriscada gravidez, que pode atrapalhar para sempre a sua vida? Conquanto algumas desejem apenas chamar a atenção, oq ue podemos perceber é que elas não desejem ardentemente um filho, mas sim o resgate do sentimento maternal, que pode ter-lhes sido negado ou inibido por fatores diversos.

[Texto extraído de Alda D'Araújo, em "Crisálida"]

Esta reflexão continua:

Segunda parte: "A crise da Mãe sem Filhos"

Terceira parte: "A crise da mãe Jovem e da Mãe culpada"

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


Veja mais em: , , , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
"A vida de casado nunca será como deve ser enquanto um dos cônjuges tiver como prioridade a própria felicidade"
[J. S. Kirtley]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

" E eu lhes asseguro; Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida. Eu lhes afirmo que está chegando a hora, e já chegou em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvem, viverão" [Jo 5. 24,25]

Em meio a tantas mortes, Deus nos concede vida! Todos os dias somos confrontados com a morte e a vida. Não somente a morte e vida física, do corpo, da matéria, mas a cada dia sentimos e vemos de perto a morte do eu interior, das emoções, dos sentimentos, do amor, da alegria. Mortes emocionais. Embora vivos física e espiritualmente, experimentamos a morte das emoções: uma vida apática e sombria. Mortes interiores são como monstros que nos devoram sem piedade.

"A pessoa emocionalmente morta está voltada para dentro: pensamentos e fantasias substituem o sentimento e a ação; imagens compensam a perda da realidade... [cria-se ] a falsa impressão de estar vivo" [Alexandre Lawen, "O corpo traído", citado por Esther Carrenho em "Ressurreição interior" p. 51]

Morremos e tornamo-nos indiferentes com nós mesmas. Escolhemos a morte (ver Dt 30.19), nos ferimos e não nos curamos, colecionamos mágoas e maquiamos amarguras, palavras ríspidas, que ferem adornam nossos lábios, e como um troféu erguemos um coração ferido em suas próprias emoções, na solidão oculta do eu, onde ninguém mais pode ver-nos. Assim no dia a dia, escolhemos um pouquinho de suicídio diariamente. Entre tantas coisas que podem nos ajudar a viver melhor, em geral optamos pelo que leva o corpo e a vida emocional a deterioração. Anulamos os nossos sentimentos, somos frios, e insensíveis, beiramos muitas vezes a depressões profundas.

Contudo, há um que pode nos ressuscitar! Há um aspecto da vida eterna em Crsito do qual pouco nos apropiamos, é que ela começa de imediato, a partir do ato de crer. "Eu lhes afirmo que está chegando a hora, E JÁ CHEGOU, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvirem viverão" [Jo. 5.25]. A vida pela qual ansiamos está em Deus, que pelo Filho nos concede agora, desde já, a vida eterna, não apenas no futuro. E como ressurgir?

As fontes da vida estão em Deus
Compreender esta verdade é sair da sepultura invisível que nos aprisiona. "Pois em ti está a fonte de vida" [Sl 36.9]. Beber desta fonte é saciar a alma e curá-la. Muitas vezes nos saciamos em cisternas rotas: casamento, namoro, amores, família, filhos, dinheiro, riquezas, beleza exterior, diversão, fantasia, todas estas falham, esperanças falidas. "Mas aquele que beber da água que eu lhe der" [disse Jesus], "nunca mais terá sede [Jo 4.14].

"Tu me farás conhecer a vereda da vida,a alaegria da tua presença, eterno prazer à tua direita" [Sl 16.12]

"E este é o testemunho: Deus nos deu vida eterna, e essa vida esta em seu Filho. Quem tem o filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida" [I Jo 5.11,12]

A vida está na Palavra de Deus.
Como beber das fontes de vida em Deus? Deuterônomio 30. 20 nos elucida: " Ouçam a sua voz, e se apeguem firmemente a Ele, pois o Senhor é a sua vida" A vida e a palavra de Deus estão estreitamente associadas. Quando a morte te invadir, leia a palavra, coma a palavra que é "pão da vida" [Jo 6.35] "Pois o pão de Deus é aquele que desceu do céu e dá vida ao mundo"[Jo 6.34]. "Então Jesus declarou: 'Eu sou o pão da vida'
Cristo é a vida que nos alimenta com sua palavra. Em Jo 1. 1 Ele é a própria palavra encarnada: "E o verbo se fez carne e habitou entre nós" Ressuscitemos nossas emoções pela palavra. Como a água que sacia, e como o pão que alimenta.
Pão e água, vida!
Ressuscite!
"Deste-me vida " [Jó 10.12]
"O Espírito de Deus me fez, o sopro do todo poderoso me dá vida" [Jó 33.4]
Um abraço cheio de vida!
;)
Aline Croce

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"E o romance, o que é? Na maioria das vezes, um belo conto de fadas no qual tudo acontece do jeitoque você quer, a chuva não molha a sua roupa, o pernilongo não pica o seu nariz e tudo é lindo"


[D.H. Lawrence]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline


"Prometemos nos esforçar para ficarmos unidos, não porque achamos que nossos sentimentos sempre serão os mesmos, mas porque sabemos que tudo mudará"

[Eric Zorn]

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Navegando por ai encontrei um site muito legalzinho : "Rainhas do Lar", olha que fofo o poema, e que demonstração de carinho e afeto por aqueles que precisam, as vezes reclamamos que não temos nenhum "dom", ou nenhum "talento"... será mesmo?

Tem gente que faz bolo porque, mesmo não tendo dons de doceira, não lhe falta força de vontade.
Tem gente que faz bolo simples, daqueles pra tomar com café.
Tem gente que faz bolo porque acredita que dentro dele cabem todos os sentimentos do mundo.
Tem gente que faz bolo pra dar de presente.
Tem gente que faz bolo com fruta amarela, porque sabe que são as preferidas dela.
Tem gente que faz bolo e desenforma, e embala com fita xadrez alegre.
Tem gente que faz bolo para abraçar (bolo abraça, não sabia?), para adoçar a vida de quem acaba de perder alguém que ama.
Tem gente que faz bolo quando as palavras já não bastam, e quando não há mais nada que possa ser feito para confortá-la.
Tem gente que faz bolo porque ama demais a pessoa e quer que, no momento em que ela coma uma fatia dele, se sinta exatamente assim: amada.
Tem gente que faz um bolo pra dizer "eu estou aqui e você pode sempre contar comigo".


Um beijo com sabor de bolo!
;)
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Para cada montanha que tive de subir,
Para cada pedra que feriu meus pés,
Para todo sangue, suor e sujeira,
Para as tempestades furiosas e o calor ardente,
Meu coração canta uma canção agradecida...
Essas foram as coisas que me tornaram forte!
Por todas as lágrimas e sofrimentos,
Por toda a angústia e dor,
Pelos dias sombrios e os anos improdutivos,
E pelas esperanças que viveram em vão,
Eu agradeço, pois agora sei
Que essas foram as coisas que me ajudaram a crescer!

[Autor Desconhecido]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"Você sabe quando um casamento é bom e duradouro pela expressão no rosto dos casais: como a de marinheiros que venceram juntos as batalhas contra o mau tempo"
[Pam Brow]
Veja mais em: 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
" A melhor felicidade da vida é a convicção de ser amado pelo que você é, ou melhor, de ser amado apesar do que você é."
[Victor Hugo]

Com carinho e desejo de que sejas abençoada!

Aline Croce


Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Uma mulher segundo o coração de Deus é uma mulher que ora. Porém sabemos que desenvolver uma vida de oração não é tão fácil. É uma disciplina. Elizabeth George em seu livro "Uma mulher segundo o coração de Deus" cita como J. Sidlow Baxter, desenvolveu sua vida de oração.Segue-se o texto para seu encorajamento e dedicação!

"Eu vi que havia uma parte em mim que não queria orar...[e] outra que queria. A parte que não queria eram as emoções, e a parte que queria era o intelecto e o desejo...
[Assim,] eu disse ao meu desejo:
-Desejo você está pronto para a oração?
E o desejo disse:
-Aqui estou, pronto.
Então eu disse:
-Venha desejo, vamos lá.

Assim o desejo e eu fomos orar. Mas no minuto em que começamos a sair para orar, todas as minhas emoções começaram a falar:
-Nós não queremos ir, nós não queremos ir, nós não queremos ir.
E eu disse ao desejo:
-Desejo, você pode com isto?
E ele respondeu:
-Sim, se você puder.
Assim o desejo e eu arrastamos para fora aquelas emoções miseráveis e fomos orar, e ficamos uma hora em oração.
Se você me perguntasse depois se eu tive um tempo agradável, acha que eu poderia ter dito que sim? Um tempo agradável? Não, foi uma luta o tempo todo.
O que eu teria feito sem a ajuda do Desejo? Não sei. No meio das incertezas mais sérias, de repente encontrei uma de minhas principais emoções saindo para o campo de golfe, para jogar. E tive de correr para o campo e dizer:
-Volte...
Foi cansativo, mais fizemos isto.
Veio a manhã seguinte. olhei para o meu relógio e estava na hora. Eu disse ao desejo:
-Venha desejo, esta na hora de orar.
E todas as emoções começaram a puxar para o outro lado. e eu disse:
-Desejo você pode com isto?
E ele respondeu:
-Sim, na verdade acho que estou mais forte depois da luta de ontem de manhã.
Então o desejo e eu fomos novamente.
A mesma coisa aconteceu. Rebeldes e tumultuosas emoções que não cooperavam. Se você tivesse me perguntado: "Você teve um tempo agradável?", eu teria que lhe contar com lágrimas: "Não, os céus estavam como que de bronze. Foi difícil me concentrar. Tive um tempo terrível com as emoções".

Foi assim por aproximadamente duas semanas e meia. mas o desejo e eu aguentamos. Então uma manhã, durante a terceira semana, olhei para o meu relógio e disse:
-Desejo, está na hora da oraçõa, você está pronto?
E ele respondeu:
-Sim, estou pronto.

E enquanto estávamos indo, ouvi uma de minhas principais emoções dizer às outras:
-Vamos companheiras, os nossos esforços são inúteis. eles persistirão, não importa o que façamos.

De repente, um dia [semanas depois], enquanto o Desejo e eu estávamos nos apresentando ao trono da glória de Deus, uma das emoções principais gritou:
-Aleluia!
E todas as outras emoções de repente gritaram:
-Amém!
Pela primeira vez [tudo em mim estava envolvido] no exercício da oração."

Ore por você! Ore pelo seu esposo (a)[ou seu namorado, ou noivo, quem sabe o que virá], seu casamento [ou futuro casamento], seus filhos [ou os que ainda estão nos sonhos], seus pais, sua igreja, seu emprego, ou seus afazeres domésticos, e o desejo pela oração certamente brotará e te ajudará a carregar seus fardos diários, carregá-los sozinha é uma injustiça muito grande consigo mesma!

Beijos, em oração por ti... Aline.
Veja mais em: 1 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
fonte imagem: ovelha perdida


"Na corrida da vida, a beleza externa sempre perderá, pois a vitória do tempo já está assegurada"
[Frase de Esther Carrenho]

Na nossa busca frenética pela beleza
nos esquecemos facilmente do que realmente importa e contra quem estamos lutando. Gastamos um dinheirão [o que sinceramente, esta cada vez mais difícil rs..], com cosméticos, maquiagens, dietas, e perdemos um tempão ainda maior com unhas, cabelos, e corpo. E ao essencial quanto tempo e dinheiro dispensamos?
Não sou daquelas que apregoam que devemos cuidar apenas da alma, do espírito, e esquecermo-nos do corpo. Mas esta mensagem atualmente é extremamente abafada e sufocada pelos apelos de nossa geração que busca incansavelmente o rosto perfeito, o corpinho de moça, as madeixas lisas e soltas ao vento, imagens que protagonizam nosso subconsciente e cotidiano. Como mulheres virtuosas que somos, temos que nos atentar, e buscarmos o equilibrio.
Mais do que um corpo bonito, eu quero um espírito singelo, mais do que um peso certo, eu quero um caráter integro, mais do que roupas de grife, eu quero um espírito dócil e tranquilo.
Fazemos metas para um novo regime, um novo visual, uma nova roupa no próximo mês, um novo sapato amarelo, um brinco de prata, mas quantas vezes temos como meta sermos uma pessoa melhor, uma mulher dedicada a Deus, ao lar e sobretudo a si mesma?
Quantas vezes estimulamos nosso cérebro a mudança de hábitos exteriores, mas poucas vezes a mudanças interiores. Metas como: "Este ano irei ler a bíblia", "irei fazer um curso", "irei crescer na comunhão com Deus", "quero orar mais", "me consagrar mais", "ser sincera", "não falar mal dos outros", "controlar minha raiva", "mudar meu modo de ver o mundo", "frequentar reuniões de oração", "buscar domínio próprio", "horarei meus pais", "crescerei em equilibrio", "quero levar alguem ao conhecimento de Cristo", passam longe de nossos objetivos para o ano, para o próximo mês, para a próxima semana, e quem sabe passam longe pela estrada da vida toda.
Até que a "Barbie faz 50 anos" ....
Por quais valores ela lutou? Por quais ideais viveu? Em que ela realmente foi louvável? Porque o lindo corpo escultural perdeu-se no tempo e o que restou?
Tenha alvos grandes na vida! Tenha metas grandes, não apenas de ser uma "linda mulher" mas, como disse nosso irmão e apóstolo Pedro, que nossa beleza "esteja no interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus" [I Pe 3.4].
Eu quero ser uma mulher amável, sincera, amiga de meu esposo e filhos, ser uma ótima mãe, uma esposa virtuosa, uma filha que traz honra aos pais, uma irmã compreensível, quero sempre ter uma palavra de esperança oa próximo, quero ser amiga de Deus, ouvir sua voz, ter sua companhia sempre por perto. Vamos crescer em beleza interior! Porque sobretudo somos "Templo do Espírito Santo" nosso corpo é muito preciso e deve sim ser cuidado, amado e respeitado, mas nosso espírito nos acompanhará para sempre e merece alguns toques especiais e você sabe muito bem como adorna-lo, porque você é uma linda mulher em Jesus!

Um beijo a você... que nosso interior não se corrompa, mas se renove dia após dia e que venham os 50 aninhos!!!
Aline Croce
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Não digas:
“Amo-a pelo seu olhar,

o seu sorriso,
ou modo de falar
honesto e brando.
Amo-a porque
se sente minh’alma em
comunhão constantemente
com a sua”.
Porque pode mudar isso tudo,
em si mesmo,
ao perpassar do tempo,
ou para ti unicamente.
Nem me ames
pelo pranto
que a bondade
de tuas mãos enxuga,
pois se em mim secar,
por teu conforto
esta vontade de chorar,
teu amor pode ter fim!
Ama-me por amor do Amor,
E assim me hás de querer
por toda a eternidade.

Elizabeth Barrett Browning
tradução: Manuel Bandeira
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Feliz dia das mães, mãe!
Mas feliz mesmo sou eu
em ter uma mãe só minha
uma mãe que me mima
que me ama.

Feliz dia das Mães!
E como sou feliz
em ter-te como mãe!

Minha...
Como te amo
e desde o seu ventre
eu já sabia
que nossa história seria assim..
você parte de mim,
pra sempre feliz!

Feliz é o dia das mães pra mim!

Aline Croce, Mantova 10 de Maio, 2009

[Mãe eu amo você!]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Certa vez perguntaram a uma mãe
qual era seu filho preferido,
aquele que ela mais amava.
E ela, deixando entrever um sorriso, respondeu:

Nada é mais volúvel que um coração de mãe.
E, como mãe, lhe respondo:
O filho dileto,
aquele a quem me dedico de corpo e alma...
É o meu filho doente, até que sare.

O que partiu, até que volte.
O que está cansado, até que descanse.

O que está com fome, até que se alimente.
O que está com sede, até que beba.
O que está estudando, até que aprenda.

O que está nu, até que se vista.
O que não trabalha, até que se empregue.
O que namora, até que se case.
O que casa, até que conviva.
O que é pai, até que os crie.
O que prometeu, até que se cumpra.
O que deve, até que pague.
O que chora, até que cale.
E já com o semblante bem distante
daquele sorriso, completou:
O que já me deixou...
...até que o reencontre...
(Sérgio Zambiasi )
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

Comercial do Dia das Mães com Ator Wagner Moura, das Lojas Marisa

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Gustav Klimt

No Brasil, o Dia das mães é comemorado sempre no segundo domingo de maio ( de acordo com decreto assinado em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas). É uma data especial, pois as mães recebem presentes e lembranças de seus filhos. Já se tornou uma tradição esta data comemorativa. Vamos entender um pouco mais sobre a história do Dia das Mães.


História do Dia das Mães

Encontramos na Grécia Antiga os primeiros indícios de comemoração desta data. Os gregos prestavam homenagens a deusa Reia, mãe comum de todos os seres. Neste dia, os gregos faziam ofertas, oferecendo presentes, além de prestarem homenagens à deusa.
Os romanos, que também eram politeístas e seguiam uma religião muita parecida com a grega, faziam este tipo de celebração. Em Roma, durava cerca de 3 dias ( entre 15 a 18 de março). Também eram realizadas festas em homenagem a Cibele, mãe dos deuses.
Porém, a comemoração tomou um caráter cristão somente nos primórdios do cristianismo. Era uma celebração realizada em homenagem a Virgem Maria, a mãe de Jesus.
Mas uma comemoração mais semelhante a dos dias atuais podemos encontrar na Inglaterra do século XVII. Era o “Domingo das Mães”. Durante as missas, os filhos entregavam presentes para suas mães. Aqueles filhos que trabalhavam longe de casa, ganhavam o dia para poderem visitar suas mães. Portanto, era um dia destinado a visitar as mães e dar presentes, muito parecido com que fazemos atualmente.
Nos Estados Unidos, a idéia de criar uma data em homenagem às mães foi proposta, em 1904, por Anna Jarvis. A idéia de Anna era criar uma data em homenagem a sua mãe que havia sido um exemplo de mulher, pois havia prestado serviços comunitários durante a Guerra Civil Americana. Seus pedidos e sua campanha deram certo e a data foi oficializada, em 1914, pelo Congresso Norte-Americano. A lei, que declarou o Dia das Mães como festa nacional, foi aprovada pelo presidente Woodrow Wilson. Após esta iniciativa, muitos outros países seguiram o exemplo e incluíram a data no calendário.
Após estes eventos, a data espalhou-se pelo mundo todo, porém ganhando um caráter comercial. A essência da data estava sendo esquecida e foco passou a ser a compra de presentes, ditado pelas lojas como objetivos meramente comerciais. Este fato desagradou Anna Jarvis, que estava muito desapontada em ver que o caráter de solidariedade e amor da data estavam se perdendo. Ela tentou modificar tudo isso. Em 1923, liderou uma campanha contra a comercialização desta data. Embora com muita repercussão, a campanha pouco conseguiu mudar.

Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"Vida são olhos que saúdam as madrugadas, acariciam as noites, acolhem sorrisos; ouvidos que recebem barulhos dos ventos, ouvem gemidos de dor, escutam palavras de amor; bocas que experimentam o deleite dos frutos e dos beijos e que recitam poemas; narizes que sentem o cheiro da maresia, da comida que se cozinha no fogão e dos corpos suados. Pernas que andam pelos bosques e levam mensagens a lugares distantes; braços que plantam jardins, e que se estendem para os abraços e para as lutas. A vida é um poema enorme, uma explosão de gestos e de sentidos espalhados pelo espaço"

[Fonte: Rubem Alves, O retorno e terno: crônicas, p. 112-3]
Veja mais em: 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline



Uma jovem mãe de oito crianças entrou na sala de sua casa e encontrou todos os filhos brigando. Ela os corrigiu suavemente: "Crianças vocês não sabem que a Bíblia diz para sermos amáveis uns com os outros?" O mais velho, que tinha nove anos, pensativo, deu uma olhada ao redor da sala e respondeu: "Mas, mamãe, não há ninguém aqui; só a família!"


Extraído do Livro de GEORGE, Elizabeth. Uma mulher segundo o coração de Deus, United Press.
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
"Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você? "

Oswaldo Montenegro




Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline
Nossos pecados estão...

...Fora de nosso alcance:

"E como o Oriente está longe do Ocidente, assim ele afasta para londe de nós as nossas transgressões" [Salmos 103.12]

"...E atirarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar" [Miquéias 7.19]

"Venham, vamos refletir juntos, diz o Senhor. Embora os seus pecados sejam veermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão" [Isaías 1.18]

"Foi para meu benefício que tanto sofri. Em teu amor me guardaste da cova da destruição, lançaste para trás de ti todos os meus pecados" [Isaías 38.17]

...Fora de nossa lembrança:

"...Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados" [Jeremias 31.34]

...Fora de existência:

"Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados" [Isaías 43.25]

"Como se fossem uma nuvem, varri para longe suas ofensas; como se fossem a neblina da manhã, os seus pecados. Volte para mim, pois eu o resgatei." [Isaías 44.22]

"...Por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões" [Salmos 51.1]

"Esconde o rosto dos meus pecados e apagaa todas as minhas iniquidades" [Salmos 51.9]

"Arrependam-se pois e voltem-se a Deus para que os seus pecados sejam cancelados" [Atos 3.19]

[Reflexão sobre o comentário da Biblia NVI]

A alegria do perdão nos renova!

"...E o sangue de Jesus seu Filho,
nos purifica de todo pecado"

[I João 1.7b]
Veja mais em: , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Aline

"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã" Sl 30.5

As lágrimas são canções
que regam minhas orações
em meio as lutas e tentações..
Sei que Tu as tem em tuas mãos
quando uma à uma as recolhe
e as torna em canções
de uma manhã de vitória
A noite desvanesse.. a alegria vem
pelas tuas mãos … um novo amanhã!


[Aline Croce, Julho de 2008, Mantova Itália]


Creia DEUS ESTÁ CUIDANDO DE VOCÊ…

NÃO HÁ NOITE TÃO DENSA.. QUE A LUZ DO SENHOR NÃO POSSA ROMPER!!!
Veja mais em: , , 0 COMENTÁRIOS | | edit post
Sua opinião 
Related Posts with Thumbnails