Aline
Leia a primeira parte aqui

Mas algumas casam-se com a idéia fixa ainda em mente, de que aquele é o princípe. Você pode imaginar a tragédia de um relacionamento idealizado? Que não compreende os limites e defeitos do outro? Que não abre mão de seus mimos e caprichos? Que não renuncia por amor? Que desastre a mulher que pensa que deve ser servida o tempo inteiro, e nunca servir; a mulher autoritária cheia de "sonhos próprios", que nunca se dipõe a compartilhar.



A vida real, é composta de situações muitas vezes constrangedoras no dia a dia: contas, atrasos, enfermidades, discussões, dúvidas, indecisões, fraquezas, incompatibilidade de personalidade, perdão, tristeza, cíumes, traições, lutas e batalhas. E tudo isso não significa que você não pode ser feliz.


Lembro-me da história bíblica de Ester. Ester era uma linda jovem, pobre e órfã. Com ela aconteceu exatamente o que muitas "mocinhas" esperam, se tornou rainha do poderoso Império Persa. Escolhida a dedo pela sua beleza. Aquilo para ela sendo judia, antes de ser uma honra era uma desgraça, seu casamento perante a Lei mosaica era ilícito, por ser com um rei estrangeiro, e sobretudo, opressor de seu povo. Contudo a "pricesinha" se mostrou uma guerreira inacreditável, ao estar diante de um grande desafio, não foi egoísta em sua vida de rainha, salvou a si e a seu povo todo, quando podia usufruir de sua vida cheia de regalias, deu sua vida por uma causa maior. Maior que seu casamento, maior que sua própria vida: seu povo, seu Deus (leia o Livro de Ester).


Encontre motivos e razões para viver maiores que você mesma, maiores que seu próprio "grande amor". Saia do castelo, antes que ele desabe! A felicidade de uma mulher, de uma pessoa, não pode estar centrada em um homem, em um grande amor. Se é assim para você, alguma coisa poderá te trazer a falência. Desfaça o mito, antes que ele desfaça suas estruturas. Ninguém é perfeito, mais cedo ou mais tarde, seu namorado, seu noivo, seu marido, irá te mostrar isso, e ele poderá ver em você, mais que uma princesinha mimada, mas uma mulher com espírito e temperança, equilibrada e sensata, cheia de sabedoria, que sabe que na vida real, é possível também ser feliz!


Ser princesa, é muito mais que estereótio, é muito mais que fugir da realidade, é ser "mansa e humilde de espírito" (Mt 11.29)


Deus te abençõe!


Aline Croce
Veja mais em: , | edit post
Sua opinião 
Related Posts with Thumbnails