Aline


Segue-se para refelxão, uma história comovente sobre o poder do perdão, relatada em "Maravilhosa Graça", de Philip Yancey. Nas palavras do autor, "perdoar é extremamente difícil e, muito tempo depois de você perdoar, a ferida (...) continua na lembrança. O perdão é um ato nada natural" (p.86). "Por tráz de cada ato de perdão jaz uma ferida de traição, e a dor de ser traído não se desvanece facilmente" (p.87).
Sei que existem muitos corações feridos, amargurados e que sofreram dores que parecem imperdoáveis. Tenho aprendido, que em Deus podemos perdoar o imperdoável, pois foi extamente isto que Ele nos fez. Deus não ignora nossas dores, pelo contrário Ele é consciente de que só um coração que recebeu perdão pode transbordar em perdão. (Mateus 5.7 diz: Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia) Mt 18. 21-35 nos constrange a buscarmos o caminho da libertação no perdão. George Hebert com sabedoria disse: "Aquele que não pode perdoar destrói a ponte sobre a qual ele mesmo tem de passar". No amor de Jesus te encorajo a perdoar. Segue-se esta história real para sua reflexão. Que Deus nos cubra com seu poder perdoador.

"Rebecca é uma mulher sossegada, e nas semanas que nos reunimos ela raramente abriu a boca. Ao mencionar o divórcio começou a contar a sua própria história. Ela havia-se casado com um pastor conhecido como lídere de retiros. Contudo, tornou-se evidente que seu marido tinha um lado tenebroso. Ele chapinhava na pornografia e, em suas viagens para outras cidades, visitava prostitutas. Às vezes, ele pedia perdão à esposa, às vezes não. Depois de algum tempo, ele a deixou por outra mulher, Julianne. Rebecca teve o crescente sentimento de que, se não perdoasse o ex-marido, um duro caroço de vingança passaria para seus filhos. Durante meses ela orou. No princípio suas orações pareciam tão vingativas quanto alguns "Salmos: ela pedia a Deus que desse ao ex-marido "o que ele merecia". Finalmente, ela chegou ao ponto de deixar que Deus determinasse, e não ela, "o que ele merecia". Uma noite Rebecca telefonou para o ex-marido e disse, com voz trêmula e forçada: "Quero que você saiba que eu o perdôo pelo que me fez. E perdôo Julianne também." Ele riu da argumentação dela, não querendo admitir que havia feito alguma coisa errada. Apesar da rejeição, a conversa ajudou Rebecca a superar seus sentimentos de amargura. Alguns anos depois, Julianne, a mulher que lhe havia "roubado" o marido. Estivera assistindo uma conferência de pastores com ele em Minneapolis, e ele havia saído do hotel para dar um passeio. Passaram-se algumas horas e, então Julianne recebeu um telefonema da polícia: seu marido fora preso com uma prostituta.
No telefone com Rebecca, Julianne estava soluçando: "Eu nunca acreditei em você", ela disse. "Eu insistia comigo mesma que, mesmo se o que você dizia fosse verdade, ele havia mudado. E agora isto. Estou tão envergonhada, ferida e culpada. Não tenho ninguém no mundo que possa me compreender. Então me lembrei da noite quando você disse que nos perdoava. Pensei que talvez você pudesse compreender o que estou passando. É uma coisa horrível para lhe pedir, mas poderia conversar com você?"
De alguma maneira Rebecca encontrou coragem para convidar Julianne para vir naquela mesma noite. Elas ficaram sentadas na sala de estar, choraram juntas, partilharam histórias de traição e, no final, oraram juntas. Julianne agora aponta para aquela noite como o momento em que se tornou cristã. Nosso grupo silenciou enquanto Rbecca contava sua história. Ela estava descrevendo o perdão não como de forma abstrata, mas em um cenário quase incompreensível de elos humanos: a sedutora do marido e a esposa abandonada ajoelhadas lado a lado em uma sala de estar, orando. "Durante muito tempo, eu me sentia tola por ter peerdoado o meu marido", Rebecca nos dizia. "Mas naquela noite percebi qual era o fruto do perdão. Julianne estava certa, eu poderia compreender o que ela estava passando. E por eu ter estado lá também, podia ficar do lado dela, em vez de ser sua inimiga. Agora eu podia lhe ensinar a vencer o ódio, a vingança, e a culpa que ela estava sentindo."
(YANCEY: Philiph D. Yancey, "Maravilhosa Graça", São Paulo: Vida, 1999.)

Nada pode ser tão poderoso como o perdão. Jesus bradou com amor: "Pai perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem" (Lc 23.34).

Seja livre!
"A primeira e geralmente única pessoa a ser curada com o perdão, é a pessoa que perdoa... Quando genuinamente perdoamos libertamos um prisioneiro e então descobrimos que o prisioneiro que libertamos éramos nós"
(Lewis Smeds)
Veja mais em: , | edit post
Sua opinião 
10 Responses
  1. evcristiano alves Says:

    aline que benção esse testemunho fiquei maravilhado a paz pra vc e seu abençoado fica com Deus


  2. EV.CRISTIANO ALVES Says:

    CRAESTaprendi mais um forte conteudo a paz


  3. Aline Says:

    Amém! Realmente, é muito forte e impactante. Que Deus nos dê graça sempre e sempre!
    A paz!


  4. tremendooo o poder do perdao!o proprio Cristo nos deu esse exemplo na cruz,e devemos ser imitadores Dele.abracos,,fica na paz!


  5. Anônimo Says:

    O perdão liberta,pois Jesus nos libertou do cativeiro da morte atraves do seu sacrificio vivo para perdão e remissão dos nossos pecados.
    Vamos pedir a cada dia ao Senhor um coração disposto a perdoar,assim como ele nos perdou dos mais terriveis pecados.
    Fabiana
    blog moda evangelica aceitamos seu pedido ,lindos modelitos ,bem elegantes.
    diferencialmodaevangelica.blogspot.com


  6. Fabi Says:

    É muito fácil c emocionar e dizer q "Sim perdoaria" existem casos e casos. Q Deus nos ajude, nos capacite ao perdão não só neste caso mais q o perdão faça parte da nossa vida todos os dias. Beijos no seu coração.


  7. Aline Says:

    È verdade FABI, somente com a capacitação do Senhor podemos perdoar, e nunca nos esquecermos da história de vida de cada pessoa, com suas dores e feridas. Este processo pode ser mais rápido para alguns e mais pesaroso para outros, "mas graças a Deus que nos dá vitória por meio de Seu filho Jesus Cristo", Ele é a nossa inspiração maior!"


  8. Anônimo Says:

    Me levou às lágrimas esse testemunho. Que lindo. Também estava numa dificuldade tremenda de perdoar meu ex-marido e a atual amante dele, sofrí chorei demais, pois vejo os dois felizes andando pra cima e pra baixo e eu parada no tempo chorando, com este testemunho de agora, vou repensar minha vida e tirar esse peso do meu coração. obrigada


  9. Aline Says:

    Olá querida, glorifico a Deus por este texto ter falado ao seu coração. Que Deus te abençoe neste longo processo de restauração. Lembre-se Ele tem o melhor pra você: Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais
    Jeremias 29:11


  10. Anônimo Says:



    graça e paz
    tenho ministrado a oração do pai nosso, em minhas reuniões ,e o perdão e algo que compartilhamos sempre nos faz ,ver que seremos curadas quando perdoamos, pois o perdão e condicional,só somos perdoadas se perdoar-nos.


Related Posts with Thumbnails